Por Fora
das Pistas

Notícias

5 de abril de 2016

Unesp é pioneira em pesquisas sobre Kinesio Taping com equinos

O método Kinesio Taping é uma técnica criada no Japão pelo quiroprata japonês Kenzo Kase, na década de 1980 e introduzida em 1990 nos Estados Unidos. Ela utiliza a aplicação de bandagens elásticas autoadesivas, compostas por algodão e sem adição de medicação em sua composição. Sua criação foi estipulada para efeitos na fisioterapia humana, com efeitos descritos para otimização muscular, controle circulatório e linfático, controle de dor e realinhamento articular.

Na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, câmpus de Botucatu, pesquisas pioneiras na investigação dos efeitos da Kinesio Taping em equinos vêm alcançando repercussão nacional e internacional.

A linha de pesquisa utilizando este tratamento de bandagens elásticas funcionais em equinos, já havia sido premiado em 2013 no I Congresso Brasileiro de Kinesio Taping, como melhor trabalho referente ao relato de caso para Síndrome do Harpejamento.

No final de 2015, o trabalho intitulado “O uso de Kinesio Taping no controle de Edema pós Artroscopia em Equinos: Estudo Preliminar (The use of Kinesio Taping in the management of swelling following arthroscopic surgery in horses: preliminar study)” foi selecionado para apresentação oral dentre os participantes do 30º. Simpósio Internacional da Associação Internacional de Kinesio Taping, realizado em Tóquio/Japão.

O trabalho apresenta os resultados preliminares do grupo de pesquisa orientado pela professora Ana Liz Garcia Alves, do Departamento Cirurgia e Anestesiologia Veterinária da FMVZ, e realizado pelo doutorando Luiz Henrique Lima de Mattos.

Os princípios científicos por trás das funções e aplicações da Kinesio Taping são semelhantes em humanos e animais, mas algumas questões específicas da espécie devem ser levadas em consideração, como a biomecânica do animal, as diferentes raças e suas diferenças anatômicas.

A Kinesio Taping é utilizada no corpo do animal seguindo alguns padrões, conforme o local e o tipo de lesão, e deve ser aplicado por um profissional certificado e treinado. “A técnica é um avanço muito útil na medicina esportiva equina. Sua aplicação no Brasil tende a crescer “, observa Mattos.

Ainda há pouca informação sobre os reais efeitos desta terapia nos animais. Â As pesquisas utilizando esse método buscam verificar sua eficiência e aplicabilidade em equinos. “Após iniciarmos a utilização da Kinesio Taping nos animais atendidos na rotina do Hospital Veterinário da FMVZ, verificamos uma maior rapidez na recuperação, melhor controle de dor e resolução de edemas. São escassos os trabalhos que relatam o benefício da terapia nos animais. Até mesmo na reabilitação humana seu mecanismo de ação é muito discutido. Por isso iniciamos essa linha de pesquisa e, após premiação do relato de caso de reabilitação pós-cirurgia de Síndrome do Harpejamento, estipulamos um estudo aprofundado quanto aos efeitos no controle de edema pós-artroscopia em equinos”, explica Mattos.

Além das pesquisas realizadas na FMVZ/Unesp, Mattos realizou estudos em parceria com a Universidade de Londres no Hospital Royal Veterinary College. Viajando pelo programa Ciência sem Fronteira do CNPq, ele realizou estudos sobre os efeitos da Kinesio Tape na Biomecânica Equina.

A professora Ana Liz Garcia Alves ressalta a importância de ter os efeitos da terapia Kinesio Taping como objeto de estudo. “O avanço na medicina esportiva equina juntamente com o avanço nos métodos de fisioterapia e reabilitação humana, fazem com que novas técnicas sejam estipuladas para aplicação nos equinos. A partir destes estudos podemos verificar a viabilidade desta terapia e assim avançar e acelerar a reabilitação dos animais, principalmente em ambiente hospitalar. O reconhecimento em eventos científicos internacionais, assim como, a parceria de pesquisas entre Unesp e universidades internacionais renomadas, valorizam nosso trabalho e também estabelecem um avanço no intercâmbio em pesquisa da Unesp”.

Fonte: Assessoria de imprensa

  • Compartilhe
  • <