Por Fora
das Pistas

Notícias

8 de junho de 2017

Tribunal da FEI emite decisão final no caso de Kevin Thornton

O Tribunal da FEI emitiu sua decisão final sobre o caso aberto pela FEI em novembro passado contra o cavaleiro de salto Kevin Thornton (FEI ID 10056297) por abuso do cavalo Flogas Sunset Cruise (FEI ID 103KQ92), que morreu em Cagnes-sur- Mer (FRA) em 10 de Outubro de 2016.

O Tribunal da FEI considerou o atleta culpado pelo abuso do seu cavalo e suspendeu-o por quatro meses a contar da data da decisão (06 de junho de 2017), e impôs uma multa de CHF 5.000 e custos de CHF 5.000.

Nas suas conclusões, o Tribunal da FEI determinou que o comportamento do atleta “foi muito além do que poderia ser considerado uma conduta aceitável para um cavalo” e ainda concluiu que “com confiança que o cavalo foi batido repetidamente, de forma substancial e excessivamente e claramente mais do que os três (3) vezes alegados pelo Sr. Thornton”.

O FEI declarou no seu depoimento que “mesmo se o cavalo tivesse sobrevivido, um caso de abuso de cavalo ainda teria sido aberto pela FEI”. À medida que a autópsia não confirmou a causa da morte, o Tribunal da FEI esclareceu que optou “não decidir sobre o potencial responsabilidade do Sr. Thornton para a trágica morte do cavalo”.

“A FEI levantou-se para bem estar do cavalo, tendo este caso ao Tribunal da FEI e dada a gravidade do incidente eu realmente teria esperado uma sanção muito mais difícil”, disse o secretário-geral da FEI Sabrina Ibáñez.

“Foi importante para a FEI que a alegação de abuso cavalo foi confirmada pelo Tribunal. A entidade tinha solicitado uma suspensão de dois anos, mas o nível de sanções fica a critério do Tribunal e nós respeitamos a sua independência “.

A decisão pode ser objeto de recurso para o Tribunal Arbitral do Esporte no prazo de 21 dias a partir da data de notificação (6 de Junho 2017).

Com a fonte FEI

  • Compartilhe
  • <