Por Fora
das Pistas

Notícias

20 de fevereiro de 2020

Tokyo 2020 equipes e quotas individuais confirmados pela FEI

Na sequência de preocupações levantadas sobre os eventos de Salto realizados na França e na Síria, onde pontos para os Rankings Olímpicos e Longines estavam em oferta, a FEI investigou os eventos, tanto Villeneuve-Loubet (FRA) quanto em Damasco (SYR).

A investigação sobre os três eventos em Villeneuve-Loubet em dezembro 2019 estabeleceu que, contrário às regras da FEI (Artigo 110.2.3 do Regulamento do FEI Gerais), duas competições a contar para os Rankings Olímpico e Longines foram adicionados em cada evento após a respectivas inscrições definitivas. As listas atualizadas para estes três eventos foram submetidos a FEI pela Federação Nacional francesa e foram erroneamente aprovado pela FEI.

Como resultado, e de acordo com o artigo 112.3 do Regulamento Geral da FEI, a FEI tem retrospectivamente removido estas competições adicionais, o que significa que os atletas que participaram perderão seus pontos no ranking destas competições. Os Rankings Olímpicos e Longines foram atualizados em conformidade.

Além disso, a FEI estabeleceu que três dos seis eventos em Villeneuve-Loubet em janeiro 2020 também tinha duas provas de contagem de pontos para o Ranking Longines  adicionados após o prazo de inscrições definitivas, uma vez mais contrária às regras da FEI. Como resultado, estas competições adicionais foram removidas e os atletas que participaram perderão seus pontos no ranking para essas competições.

A FEI também analisou os acontecimentos que tiveram lugar em Damasco (SYR) entre outubro e dezembro de 2019, e enquanto ela foi claramente estabelecida que não houve violação das Regras e Regulamentos da FEI sobre as entradas do calendário da FEI, os programas de eventos ou o número de eventos executados , o inquérito revelou uma irregularidade com o dinheiro do prêmio em três dos eventos.

Os eventos realizados em Damasco em 24-27 outubro 2019, 31 outubro – 3 novembro 2019, 13-17 novembro 2019 teve premiação em espécie total que excedeu o limite de uma CSI2 * e a programação para esses eventos foram erroneamente aprovadas pela FEI. Como resultado, a FEI removeu uma competição FEI em cada um desses eventos, a fim de trazer a premiação em espécie total dentro do limite especificado, mas isso não tem impacto sobre o Ranking Olímpico e o Grupo Olímpico F.

A FEI também realocou uma das duas cotas para a Equipe de salto do “Olympic Jumping Qualifier” para o Grupo F, em Rabat (MAR) em outubro de 2019, após resultados analíticos adversos em dois membros da equipe do Catar, Sheikh Ali Al Thani e Bassem Mohammed.

Ambos os atletas testaram positivo para carboxi-THC, um metabólito da Cannabis, que é uma substância proibida ao abrigo do FEI Regras Antidopagem para Atletas Humanos (ADRHA).

O Tribunal da FEI emitiu uma decisão parcial sobre a desqualificação dos resultados individuais dos dois atletas do Qatar em 15 de fevereiro de 2020. Como resultado, Qatar perdeu seu lugar de quota por equipe para Tokyo e isso tem sido realocados pela FEI para o Marrocos.

A FEI já confirmou as equipes e as quotas individuais nas três disciplinas de Adestramento, CCE e saltos para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, com três nações – Luxemburgo (Adestramento Individual), Paquistão (CCE individual) e (Equipe de salto) Israel – qualificação para os Jogos Olímpicos pela primeira vez.
Os novos formatos abriram a porta para mais nações para competir nos Jogos, com salto passando de 27 no Rio para 35 em Tóquio, Adestramento aumentando de 25 para 30 e CCE passando de 24 para 30. No total, o número de bandeiras aumentou de 43 no Rio para 48 em Tóquio.

Os eventos equestres olímpicos terão início no dia seguinte à cerimônia de abertura em Tóquio em 24 de julho. Adestramento será a primeira disciplina para realizar as suas competições (Julho 25-29), seguido pelo CCE (31 julho – 3 agosto) e depois Salto (4-8 de agosto).
As competições acontecerão no Parque Equestre Bajikoen e o Cross Country no Floresta Sea.

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.