Por Fora
das Pistas

Notícias

foto: reprodução

27 de dezembro de 2016

Studbook da raça Sela Francês aprova 15 novos garanhões

Entraram para o Hall de garanhões aprovados da Raça Sela francês 15 novos garanhões incluindo Banzai Semilly, meio-irmão de St Keops Act por Quaprice Bois Margot.

Clique Aquie confira a lista completa.

O evento aconteceu no dia 14 de dezembro, na Europa.

Cavalo de Sela Francês

“Galopes velozes, saltos elegantes e muita inteligência. Depois de quase 300 anos de aprimoramento da raça, os franceses chegaram a um cavalo polivalente, ideal para provas de Salto, Adestramento e Concurso Completo de Equitação.”
A raça surgiu com o nome “Cheval de Selle Français” há apenas 50 anos. No entanto, para entender sua formação é preciso voltar a 1663, quando um ministro do Rei Luiz XIV, Jean-Baptiste Colbert cria o Haras Real, na região da Normandia, França. Foi nessa data que se iniciaram os primeiros cruzamentos com o objetivo de obter cavalos mais rápidos e adaptados para a guerra. Até então, os cavalos da Normandia eram essencialmente animais de tração.

Assim, os criadores começam a cruzar éguas francesas com o Puro Sangue Inglês, trazido da Inglaterra. Nascia o Anglo-normando, que seria um dos principais formadores do Sela Francês. O Anglo- Normando, devido à sua elasticidade e seu galope reduzido, passou a ter ótimos resultados nas competições equestres. Os criadores, vendo o potencial do animal, passam a concentrar seus esforços no aperfeiçoamento da raça.
Duas transformações marcam o surgimento do Sela Francês. A primeira ocorreu em 1914, a partir do cruzamento de garanhões Puro-Sangue provenientes de três regiões da França, incluindo o Anglo-Normando, com éguas da cavalaria militar. A segunda, em 1958, resultou da cruza dos cavalos franceses com o Anglo-Árabe do Sudoeste. Foi nesse ano que a raça finalmente recebeu seu nome atual. O stud book, criado em 1963, permite a inscrição de animais “meio sangue”, isto é, um potro filho de pai Sela Francês com mãe das raças Puro Sangue Anglo-Árabe, Trotador Francês ou Árabe filha de Sela Francês pode receber o registro. É por isso que a Associação Nacional do Sela Francês afirma que a raça não possui um padrão definido. Contudo, apresenta características comuns, como a altura entre 1,65m e 1,75m, ossatura robusta e força e agilidade nos esportes equestres.
Hoje, a raça vem crescendo muito e sendo reconhecida como uma das melhores para a prática do hipismo. Destacando-se no salto, adestramento e concurso completo de equitação. Foi montado num exemplar dessa raça, o Baloubet du Rouet, que Rodrigo Pessoa trouxe a única medalha de ouro do hipismo brasileiro.

Fonte: Mundo E.

  • Compartilhe
  • <