Por Fora
das Pistas

Notícias

17 de novembro de 2017

Seguro rural: apólices para equinos devem avançar no Brasil

A criação de cavalos exige muitos cuidados. Os animais necessitam de instalações que os deixem confortáveis, uma alimentação balanceada e a oferta de suplementos e medicamentos adequados.

Os cavalos podem chegar a valer milhões de reais e são cuidados por seus criadores como verdadeiros patrimônios. Porém, por mais cautela que os pecuaristas tenham durante o manejo, alguns riscos são capazes de colocar a vida dos animais em risco como, por exemplo, raios durante tempestades, picada de cobra, acidentes ocorridos no pasto, ou até mesmo durante o transporte do animal. Como forma de protegê-los, os criadores estão investindo cada vez mais em seguros.

Karen Matieli, executiva da Denner Seguro de Animais, afirma que a busca pelo serviço está crescendo em torno de 10% ao ano e que o seguro é uma garantia de proteção ao investimento.

“Uma corretora de seguros devidamente habilitada pela Susep [Superintendência de Seguros Privados] e especialista em seguro de animais poderá dar a tranquilidade que o criador necessita, esclarecendo assim seus deveres e direitos na apólice de seguro contratada.”

Coberturas Em geral, as seguradoras cobrem a vida do animal em decorrência de acidentes, doenças, picada de cobra, raio, insolação, ingestão de corpo estranho, parto, aborto, eletrocussão e eutanásia determinada por médico veterinário. Há também coberturas adicionais como o reembolso cirúrgico, reembolso clínico, fertilidade e prenhez. As coberturas de seguro mais contratadas atualmente são para minimizar acidentes durante provas de laço, tambor, salto e de animais para reprodução. Segundo a executiva, para saber qual é a cobertura ideal, na maioria das vezes o criador estipula o valor do cavalo, de acordo com as campanhas, históricos e comercializações, e informa para a empresa em qual valor pretende assegurar o seu animal.

“Quando ele [criador] nos procura para fazer o seguro, muitos fatores são pontuados, desde perdas recentes, riscos inerentes da função do animal, como cavalos de esportes, reprodutores, entre outras funções”.

Taxa do seguro Após o criador estipular o valor do cavalo, a seguradora irá identificar o “risco” e sugerir opções de coberturas mais adequadas de acordo com as atividades do animal. “Lembrando que em posse de todos os documentos pertinentes ao seguro, a seguradora em questão irá analisar qual valor pode assumir por aquele risco”, diz Matieli.

A executiva da Denner Seguro de Animais afirma que não há um percentual pré-estabelecido, e sim, um conjunto de fatores que determinam a taxa do seguro. “Para um animal jovem, por exemplo, com utilização para salto, a taxa para cobertura básica de vida e transporte é de 4,5% sobre o valor do animal”, diz. De acordo com Matieli, os fatores que mais impactam no valor do seguro são a idade e a frequência com a qual o animal é utilizado por seu criador. A raça e sexo são outros elementos que contribuem para precificar o seguro.

O valor mínimo da apólice de seguro para equinos na Denner é de R$ 8.000,00. Já a mais cara pode chegar a custar R$ 500.000,00. Benefícios Há dois anos, o criador goiano Rafael Ferro realizou uma apólice de seguro para o seu cavalo Storm, da raça Quarto de Milha, que participa de provas de Laço em Dupla. Rafael contratou o seguro animal e conta que acionou a seguradora em virtude de uma cirurgia de cólica em seu animal e foi indenizado.

O cavalo passa bem e o criador conta que ficou satisfeito com a assistência prestada pela seguradora. “Os benefícios de contratar um serviço como este são a segurança e zelo, pois é um animal muito caro e sentimentalmente também é importante”, diz. “Um seguro é muito importante para quem tem animal caro, pois te proporciona toda segurança.”

Artigo original do site SF Agro | Farming Brasil: http://sfagro.uol.com.br/seguro-rural-apolices-para-equinos-devem-avancar-no-brasil/

Fonte: sfagro

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.