Por Fora
das Pistas

Notícias

Ao detectar algum sintoma ou anomalia no potro recém-nascido, deve-se agir imediatamente, pois o risco de morte do animal pode ser alto

5 de novembro de 2017

Saúde Animal – Principais cuidados com o potro neonato

Geralmente, a gestação da égua dura em torno de 335 a 342 dias. Entretanto, para que o parto ocorra normalmente e o potro não apresente problemas, é preciso que a saúde e o status corpóreo da égua estejam em excelentes condições, já que ambos os fatores estão relacionados ao feto e à saúde do neonato.

Assim que nascem, os potrinhos podem requerer alguns cuidados. Por isso, o criador e o tratador dos equinos devem estar preparados para quaisquer emergências. Caso necessário, o criador deve chamar o médico veterinário para avaliar o quadro do animal e tomar os devidos procedimentos.

Principalmente porque os potros neonatos são frágeis e susceptíveis a doenças. Daí a extrema necessidade de observar o comportamento do animal recém-nascido, assim como qualquer outra anormalidade.

De acordo com o médico veterinário Haroldo Vargas Leal Júnior, do Curso Enquanto o Veterinário Não Chega – Atendimento a Equinos, ao detectar algum sintoma ou anomalia no potro, deve-se agir imediatamente, pois o risco de morte do animal pode ser alto.

A mãe também deve ser observada. O tratador dos cavalos ou responsável por essa função deve verificar se o úbere da égua apresenta tetos brilhantes. Isso é indício de que o potro acabou de mamar. Um filhote normal mama a cada 30min.

As primeiras mamadas são imprescindíveis para a saúde do potro, pois conferem a ele imunidade a doenças. E o colostro, o primeiro leite produzido após o parto da égua, possui essa função e deve ser mamado até seis horas após o nascimento.

Outro aspecto de igual importância é quanto à deglutição. Assim que mamar, o tratador deve olhar o pescoço do potro para averiguar se ele está engolindo o leite naturalmente. Caso contrário, as devidas providências deverão ser tomadas.

Em relação ao colostro, este possui efeito laxativo, o que normal. Mesmo porque o neonato deve defecar uma massa chamada mecônio, escura e pegajosa. Se essa massa não for eliminada, deve-se aplicar glicerina no reto do animal por meio de uma sonda própria para tal.

Da mesma forma, cuidados com o umbigo do potro neonato devem ser tomados. Geralmente, o umbigo do recém-nascido é tratado com tintura de iodo a 5%. Esse procedimento deve ser feito por quatro dias até que esteja totalmente curado.

Como os potrinhos são muito espertos e brincalhões, muitas vezes, desajeitados, eles não devem permanecer no curral. O ideal é que fiquem em pastos ou piquetes para evitar acidentes.

Seguindo essas dicas, seu potro se tornará um equino adulto saudável e ativo.

Fontes: ACEMB e Wikihow e Portal Agronegócios

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.