Por Fora
das Pistas

Notícias

11 de novembro de 2016

Saúde Animal – O manejo nutricional do cavalo atleta

A alimentação do cavalo atleta deve ser balanceada de acordo com a modalidade esportiva praticada, a intensidade e a duração do exercício. As categorias esportivas são classificadas como de explosão – atividade de curta duração e alta intensidade –  e de resistência – com intensidade moderada e longa duração, respectivamente.

Durante as atividades, o animal perde muitos eletrólitos no suor, tais como potássio, cálcio, cloro, sódio e magnésio. Para recuperar a energia despendida, é necessário fornecer uma dieta rica e com a quantidade exata de nutrientes para atender as necessidades do equino.

O concentrado deve conter elementos ricos em carboidratos, proveniente principalmente do milho e da aveia. Outra fonte energética muito importante são os óleos, pois além de facilitar a digestão, aumentam a energia da dieta sem elevar o volume do alimento ingerido. A utilização de sal mineral é fundamental, o aconselhável é que seja fornecido junto com a ração para garantir que o animal ingira o suficiente para recuperar os eletrólitos perdidos.

O acompanhamento de um veterinário ou zootecnista para estipular a quantidade correta das rações é muito importante, já que uma sobrecarga na dieta pode gerar problemas gástricos e locomotores. As proteínas em doses elevadas também são prejudiciais, visto que as necessidades proteicas dos cavalos atletas são menores quando comparadas às necessidades de cavalos em outras fazes de desenvolvimento. O segredo do bom desempenho do cavalo atleta é a alimentação balanceada.

Fonte: LN Comunicação

  • Compartilhe
  • <