Por Fora
das Pistas

Notícias

15 de janeiro de 2018

Saúde Animal – Garrotilho equino: Você já ouviu falar?

Garrotilho equino é uma enfermidade muito comum em várias criações pelo mundo e essas perguntas acima são muitas vezes as principais feitas por criadores e proprietários de equinos.

O garrotilho é também conhecido como adenite equina, doença responsável pela inflamação do sistema respiratório.

Esse problema é causado pela bactéria Streptococcus equi.que é transmitida pela via oral e nasal ou pelo contato direto e indireto com animais e objetos infectados.

A principal característica da doença está ligada aos abcessos nos linfonodos que são apresentados na região do pescoço (submandibular) do animal.

Principais sinais do garrotilho equino

Os sinais normalmente são apresentados 10 a 15 dias após a infecção:

– tosse aguda;

– febre;

– anorexia;

– apatia;

– secreção nasal;

– dor quando palpado na região submandibular;

– extensão do pescoço devido à dor na região da laringe e faringe;

– dificuldades para respirar pela pressão dos linfonodos aumentados de tamanho.

Técnicas de diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do garrotilho é realizado através da avalição do quadro clínico do animal e os sinais apresentados.

É feita a drenagem dos abcessos e ministração de medicamentos antibacterianos, além do controle das infecções e da febre, bem como uma suplementação alimentar.

Podemos contar também com a avaliação do material nasal, avaliado em laboratório para determinação da bactéria.

Prevenção do garrotilho equino

Para garantir a qualidade de vida do equino é essencial priorizar o manejo correto relacionado a algumas técnicas:

– higienização dos locais onde o animal vive;

– limpeza dos objetos presentes no ambiente (bebedouros e comedouros);

– evitar locais aglomerados com outros animais que já tiveram indícios da doença.

Desse modo estará inibindo a presença do microrganismo causador e minimizando a incidência de um surto da infecção.

Fonte: Portal Escola do Cavalo

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.