Por Fora
das Pistas

Notícias

Cavalos precisam de cuidados especiais no verão — Foto: TV TEM/Reprodução

23 de dezembro de 2018

Saúde Animal – Cavalos precisam de cuidados especiais no verão

Para passeio ou serviço pesado, o homem do campo sabe que pode contar com ele. Faça chuva ou aquele calorão.

É na época mais quente do ano que os cavalos precisam de mais cuidados. Antes de começar a rotina, tem que ter comida e repelente para afastar as moscas. Além de irritar o animal, elas podem causar ferimentos na pele.

No haras que visitamos em Araçoiaba da Serra (SP), em dias quentes, os cavalos só trabalham no início da manhã ou no final da tarde.

O treinador de cavalos Rodrigo Azeredo explica que, ao trabalhar debaixo de sol forte, o animal acaba se desgastando mais e em menor tempo. O nível de disposição também cai.

O ideal é separar os 15 minutos finais da atividade para diminuir o ritmo. Assim, o cavalo recupera a frequência cardíaca e respiratória. As duchas frias também ajudam a refrescar.

Algumas ações ajudam a monitorar a hidratação do animal. O teste da elasticidade consiste em pegar com os dedos um pedaço da pele do animal e, segurando firme, puxar. Se a pele voltar com facilidade significa que o cavalo está bem hidratado.

Outra forma de checar o nível de hidratação é colocar os dedos na gengiva do animal para ver se ela está seca. O criador também pode reparar se o globo ocular está afundado, o que é indicativo de que algo não vai bem. Água fresca tem que ser à vontade.

A temperatura corporal média de um cavalo varia de 37,5° a 38,5°. Se passar dos 39, é um sinal de alerta. Ele fica prostrado, sem energia e pode até adoecer.

O veterinário Orlando Filho explica que o clima muito úmido e quente favorece a incidência maior de parasitas, moscas, verminose e carrapatos.

Fonte: Por Nosso Campo, TV TEM

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.