Por Fora
das Pistas

Notícias

Centro de Hipismo é um dos locais de prova do Parque Olímpico; Foto: Bruno Carvalho / Ministério do Esporte

21 de março de 2015

Rio 2016: apesar da aceleração em Deodoro, Centro de Hipismo preocupa

Arena passará por evento-teste em agosto deste ano; obra no local é de adaptação e ampliação. Diretor da Empresa Olímpica Municipal fala de “manutenção cuidadosa”

Os obras no Complexo de Deodoro estão em ritmo acelerado por conta dos prazos para os eventos-teste deste ano. No entanto, o Centro de Hipismo preocupa. A atenção está voltada para a pista de cross country do concurso completo de equitação. Construídas para o Pan de 2007, as instalações estão sendo adaptadas e ampliadas para serem testadas em um evento que acontecerá em agosto. Diretor da Empresa Olímpica Municipal, Roberto Ainbinder falou da necessidade de se fazer uma “manutenção cuidadosa” para manter a grama que foi plantada

– Tem a questão da grama, que depende de intempérios, questões do tempo. A gente está lá com programas de irrigação, de manutenção. Existe uma manutenção que tem que ser cuidadosa para manter essa grama que foi plantada até a realização do evento-teste e para os Jogos – disse Ainbinder.

A instalação fica em uma área militar na zona norte do Rio de Janeiro e vai sediar 11 modalidades olímpicas e quatro paralímpicas. O Centro Olímpico de Hipismo foi definido como preocupante pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) durante inspeção realizada na última semana de fevereiro. Outros centros na mesma situação são o de velódromo e de golfe.

– Muito trabalho precisa ser feito este ano nessas áreas, para assegurar que tudo seja entregue no nível mais alto para os atletas, participantes e aos espectadores – cobrou Nawal El Moutawakel, presidente da comissão de coordenação do COI em entrevista coletiva.

A poucos metros do Complexo de Deodoro, nas margens da Avenida Brasil, será erguida a Arena da Juventude, que sediará os jogos da primeira fase do basquete feminino, as provas de esgrima do pentatlo moderno e esgrima em cadeira de roda. O primeiro evento-teste será de esgrima, em março do ano que vem. A organização dos jogos garante que 40% das obras estão concluídas, apesar da parte erguida ainda estar pouco visível.

Fonte: SporTV.comRio de Janeiro, RJ

  • Compartilhe
  • <