Por Fora
das Pistas

Acontece

11 de setembro de 2015

Ricardo Moura é candidato para Presidente da ABCCH e apresenta seu projeto de gestão

Caro Associado,

Fui convidado por um grupo de criadores e amigos a participar, na condição de Presidente, da chapa para eleição da nossa ABCCH, que acontecerá em 05 de outubro de 2015 e fiquei muito lisonjeado com o convite.

Para quem ainda não me conhece, tenho 46 anos, pratico o esporte hípico na modalidade salto desde meus 12 anos sem, em nenhum momento, ter parado ao longo deste tempo. Já se vão 34 anos. Sou Pai de cavaleiro, hoje na categoria pre-junior. Sou criador de cavalo BH desde 2001. Fui Presidente da FHMG por 8 anos e tesoureiro da CBH por um mandato. Vi a raça começar ainda acompanhando de perto o saudoso Marcos Mendes no Haras Sta. Juliana. Aprendi muito nesta época, principalmente com Vitor Alves Teixeira, afinal eram horas e mais horas dentro do redondel colocando a potrada para saltar, caminhadas e mais caminhadas nos piquetes para acompanhar a evolução dos potros. Visitas e mais visitas em outros Haras, dentro e fora do Brasil. Uns ainda existem, outros infelizmente já fecharam as porteiras. Apesar de ser ainda novo como criador, só 14 anos, me sinto maduro o suficiente para trabalhar para a nossa ABCCH e, em consequência, para nós criadores. Com a experiência que adquiri ao longo deste 34 anos hípicos, pude ver vários cavalos nascerem, crescerem e morrerem. Vi acertos e erros. Tenho convicção que os acertos foram maiores, pois aqui estamos.

Na vida profissional trabalho em uma empresa fundada pelo meu pai em 1967. Na Empresa PLANTAR estou desde meus 22 anos. Hoje atuo como Diretor Comercial e Presidente do Conselho. Estamos no ramo de plantios florestais, siderurgia, créditos de carbono, venda de madeira em diversos formatos. A PLANTAR, como é uma empresa florestal, conceitualmente possui enormes similaridades com o mundo do cavalo, afinal os dois são ativos biológicos.

Sobre a minha contribuição neste novo desafio tenho certeza que tenho muito a colaborar.

Apresento nosso Projeto:

Objetivo:

O objetivo da chapa a qual eu estou encabeçando como Presidente consiste em trabalhar o futuro da ABCCH sem esquecer o presente.

Como:

1 – A proposta consiste em fazermos um planejamento estratégico da ABCCH para sabermos onde queremos chegar. A forma de fazê-lo será em um encontro com todos os envolvidos/stakeholder (criadores, cavaleiros, veterinários e técnicos, etc…). A intenção é que tenhamos uma instituição (Fundação Dom Cabral ou similar) com a metodologia adequada para trabalhar conosco neste processo.

2 – Após este passo, teremos como desenvolver o plano tático para atingirmos as metas e o caminho proposto pela estratégia.

3 – Em sequência, definiremos o melhor modelo de Gestão Corporativa. (ex: diretorias responsáveis pelos pontos a serem desenvolvidos, etc…)

4 – Os processos/procedimentos  a partir deste momento serão padronizamos e após buscaremos a certificação. Só assim teremos padrão na rotina.

Mercado:

Vejo com extrema importância desenvolvermos mais mercado para nossos cavalos. Olhando diversas/outras raças de equinos, bovinos, fico impressionado como o mercado entre criadores é forte e basicamente é o que sustenta estes criatórios. No nosso caso o mercado entre criadores é mínimo. Este tem de ser um ponto forte a ser trabalhado. O grande diferencial do nosso caso é que temos já um mercado definido e existente para nosso produto final. Temos que fomentar novos criadores e captá-los para nossa raça. Só com uma boa estratégia e a tática certa isso será possível.

Caros, para não me alongar mais, temos que evoluir. Cada um dos Presidentes que passou e passará pela ABCCH fará com certeza contribuições. Só podemos pensar nestes passos ousados aqui apresentados porque os antecessores nos deixaram este legado, qual seja a realidade do cavalo Brasileiro de Hipismo. Obrigado Ex-Presidentes, só existimos porque tivemos homens abnegados que trabalharam de forma dura e árdua abdicando da sua vida pessoal em prol do BH. Quero trabalhar na evolução da ABCCH e jamais ser “engenheiro de obra pronta”.

Em tempo: entendo que transparência e prestação de contas não é um legado, entendo isso como obrigação de qualquer gestor.
Agradeço desde já seu apoio e conto com vocês na eleição para colocarmos em pratica o projeto aqui apresentado.

Chapa “Pró BH”

Membros Efetivos:

Ingo Fisher Junior
Lourenço Biagi
Rafael Berger Prochet
Ricardo Moura
Sergino Ribeiro de Mendonça Neto

Membros Suplementes:

1o. – Marcello Augusto Iaconelli Servos
2o. – Roberto Emilio Daccache
3o. – Leonardo Silveira de Faria

Um forte abraço,

Ricardo Carvalho de Moura

Fonte: Chapa “Pró BH” e HipismoBr

  • Compartilhe
  • <