Por Fora
das Pistas

Notícias

Foto: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

4 de abril de 2017

Qualidade marca exposição da raça Crioula em Campo Grande

A Exposição Passaporte de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, pode mostrar a sua evolução na criação da raça Crioula através do que foi visto em pista neste final de semana na Expogrande: animais de boa qualidade e um futuro cada vez mais promissor para o cavalo Crioulo na região.

Mas esse resultado apresentado na mostra é reflexo de um conjunto de fatores, dentre eles, a união de criadores de vários Estados para fomentar e disseminar a raça no Centro-Oeste do país. E esse quesito, deu à quinta exposição morfológica de Passaporte da capital destaque pela quantidade no número de participantes, superando a disputa do ano passado. Os animais classificados disputam a Final Nacional da Morfologia que ocorre durante a Expointer, em Esteio (RS).

O vice-presidente de Comunicação e Marketing da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Onécio Prado Júnior, esteve presente no evento representando a diretoria da entidade e parabenizou a organização do núcleo e referendou o patamar em que os animais, atribuídos de boa qualidade, colocaram a disputa. Ele acredita que todo o trabalho que tem sido feito na região e o apoio da ABCCC em dar todo o suporte aos criadores na criação da raça chega a esse resultado satisfatório notado em Campo Grande.

“A disputa que abriu o ciclo de Passaportes mostrou o crescimento do Cavalo Crioulo no Centro-Oeste. E não apenas de maneira quantitativa, com a superação no número de animais competindo, mas também de forma qualitativa e isso é importante para a evolução da raça na região”, salienta.

Foram dois intensos de avaliações. Ao total, 87 animais confirmados entraram em pista no Parque Laucídio Coelho. O jurado Jorge Rosas Demiate Junior, que pela primeira vez teve a oportunidade de avaliar animais da região, parabenizou os criadores e destacou a expressiva qualidade nos animais expostos, mostrando a evolução na criação da raça na região. “Os animais da exposição no geral com um nível muito bom, com cavalos qualificados em todas as categorias, e isso é o reflexo do excelente trabalho que está sendo feito nessa região”, avalia.

Para o criador Hellton Mottin, que veio do Paraná para expor seus animais no evento, está sendo a primeira oportunidade de ter sua criação disputando uma final da Morfologia da Expointer, levando pra casa a escarapela de quarta Melhor Fêmea, com a égua Imperatriz do Rio Bonito. Uma das motivações para estar na disputa, além do encanto pela raça e acreditar em estar no caminho certo da criação quando venceu o Freio de Ouro com o cavalo JA Libertador. “Ainda pequeno eu comecei a laçar no Cavalo Crioulo e cada vez mais eu me encantei com a raça. É meu primeiro cavalo a ir pra Morfologia da Expointer e é resultado de muito trabalho, dedicação e amor pela raça”, comemora o criador.

Além de Mottin, outros criadores de fora do Estado participaram da prova, como mostra o resultado da disputa, em que todos os passaporteados são de regiões de fronteira com o Mato Grosso do Sul. O Grande Campeão e Melhor Exemplar da competição, foi o cavalo Embaraço do Purunã, filho de Del Oeste Mutante e Venha-venha do Purunã, criador Mariano Lemanski e expositor Eliton Silva Ferraz, da Cabanha Tabapuã em São José dos Pinhais (PR) e a Grande Campeã, a égua Joia da Lapa, filha de Viragro Rio Tinto e Cassia da São Henrique, criador e expositor Rodrigo Esber, da Cabanha Lapa em Araucária (PR).

Quem conhece e vive no meio do cavalo Crioulo, sabe que a paixão une criadores e envolvidos com a raça no que for preciso. E não foi diferente em Campo Grande. O Núcleo de Mato Grosso do Sul está cada vez mais forte e essa consolidação vem da parceria entre os criadores da região e o apoio da ABCCC, em dar assessoria na criação da raça Crioula no estado. Para o presidente do núcleo, Eduardo Coelho, quando se de trabalho em equipe grandes coisas podem ser feitas. Com essa perspectivas, em breve será concretizada a primeira sede oficial do núcleo, dentro do Parque Laucídio Coelho. “A passaporte foi um sucesso, os animais brilharam na pista e isso mostra que os criadores estão fazendo um bom trabalho e investindo na raça. Estão todos satisfeitos com a organização e esse trabalho em equipe está ajudando ao núcleo a conquistar mais espaço”, comemora o presidente.

Para o vice-presidente de Núcleos da ABCCC, Fabricio de Assis Rossato, estar à frente desta pasta e a cada visita aos eventos perceber a dedicação dos núcleos e criadores em fomentar a raça em suas regiões, é uma satisfação enorme e a sensação de estar no caminho certo. “Os núcleos estão trabalhando muito forte e unidos e isso é o que nós precisamos para que possamos crescer e expandir cada vez mais o nosso cavalo “, destaca.

O julgamento em Campo Grande, junto de Londrina (PR), que sediou seletiva na mesma data, inaugurou a rota de Exposições Passaporte na temporada. Organizado pela ABCCC, o circuito da Morfologia 2017 conta com os patrocínios de Supra e Vetnil e também com o apoio da Laurentia.

Confira o resultado

FÊMEAS

Grande Campeã
Joia da Lapa, filha de Viragro Rio Tinto e Cassia da São Henrique, criador e expositor Rodrigo Esber, Cabanha Lapa, Araucária/PR

Reservada Grande Campeã
Dama da Rossato, filha de Atração do Recamto Crioulo e Lamúria do recanto crioulo, criador e expositor Fabriciode Assis Rossato, Cabanha do Rossato, Curitiba/PR

3º Melhor Fêmea
Debochada do Macanudo, filha de Pergaminho AA e Soberba do Macanudo, criador Mauro e Telmo Ferreira e expositor Carla F. Musa, Estância Tamareira, Santa Rita do Passa Quatro/SP

4º Melhor Fêmea
Imperatriz do Ribeirão Bonito, filha de Hijo Bueno da Reconquista e honraria de Santa Edwiges, criador Arison Jung e expositor Helton Mottin, Cabanha Solofino, Colombo/PR

MACHOS

Grande Campeão – Melhor Exemplar
Embaraço do Purunã, filho de Del Oeste Mutante e Venha-venha do Purunã, criador Mariano Lemanski e expositor Eliton Silva Ferraz, Cabanha Tabapuã, São José dos Pinhais/PR

Reservado Grande Campeão
Posteiro do Recanto Crioulo, filho de São João do Juncal Pandemônio e Indáia da Vila Velha, criador Adelmo Hess e expositor Diego Vechi, Cabanha Vechi, Brusque/SC

3º Melhor Macho
LGA Destaque, filho de Macanudo do Itapororó e Zambia do Barrozo, criador e expositor Luis Fernando Silva Guerreiro, Cabanha Lagoa Funda, Campo Verde/MT

4º Melhor Macho
Quatro Tentos do Recanto Crioulo, filho de Manicero do Recanto Crioulo e Erva Mate do Recanto Crioulo, criador e expositor Adelmo Hess, Estância Três Coxilhas, Barra Velha/SC

Fonte: Assessoria de Comunicação da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC)

  • Compartilhe
  • <