Por Fora
das Pistas

Notícias

Time de cavaleiros que disputaram a potência no Indoor 2015 (Luis Ruas / Divulgação)

17 de setembro de 2016

Prova potência no Longines Indoor 2016 tem R$ 100 mil em premiação

Concurso de Salto Internacional e Nacional Longines Indoor na Hípica Paulista, entre 5 e 9/10, mais uma vez promete bater recorde de público e pico de adrenalina na potência (salto em altura) com tentativa de quebra de recorde.
Está chegando a hora do Concurso de Salto Internacional e Nacional Longines Indoor, o evento hípico mais esperado do ano no Brasil e América do Sul que chega a sua 26ª edição na Sociedade Hípica Paulista, entre 5 e 9/10.

E, sem dúvida, um dos momentos de maior emoção será a potência – salto em altura sobre muro – com tentativa de quebra de recorde e 100 mil reais em premiação que acontece na noite de sábado, 8/10, após o sempre disputado mini-GP.

Regras

A disputa vai começar a 1.60 metro. A premiação de R$ 50 mil será distribuída da seguinte forma: 1º lugar – R$ 27,5 mil, 2º lugar – R$ 15 mil, 3º lugar – R$ 5 mil e 4º lugar – R$ 2,5 mil. Para aqueles que encararem o desafio de bater o recorde do Indoor: 2,25 metros, o muro será elevado para 2,28 metros com mais R$ 50 mil em jogo para aqueles que passarem a limpo. Não será cobrada inscrição.

Histórico da competição

No Indoor de 2015, quando a disputa foi resgatada após um intervalo de 13 anos, o picadeiro coberto da Hípica Paulista teve lotação esgotada. Mas não teve quebra de recorde do alto em altura em recinto fechado e nem da marca sobre salto sob muro em recinto aberto. Perante milhares de pessoas que não arredaram o pé quatro conjuntos largaram na potência. Mas somente dois chegaram a saltar com sucesso o emocionante desafio: o recordista brasileiro e cavaleiro olímpico Luiz Felipe de Azevedo, o Felipinho, com seu Quolibri e o top da casa Fabio Sarti com Exclusiv.

O melhor salto foi de Felipinho e Quolibri que ultrapassaram 2,08 metros a limpo. Altura essa em que Fabio e Exclusiv acabaram cometendo uma falta. A seguir na tentativa de quebra do recorde indoor na Hípica Paulista, 2.25 metro, o muro foi colocado a 2,28 metros, mas os dois conjuntos acabaram cometendo falta. Mas ao final show foi garantido e o público ovacionou os bravos cavaleiros.

Em 2001, Caio Sérgio de Carvalho e MC Thunder venceram a potência passando 2.15 metros e no mesmo ano foi estabelecido o recorde indoor. Em 2002, Rodrigo Valiera Teixeira com Luxemburgo foi o vencedor passando 2.10 metros.

No desafio extra em 2001, Renato Junqueira e Pirandelo, que haviam batido no muro a 2.15 metro, tiveram sucesso passando os 2.25 metros. Vitor Teixeira também passou 2.25 metro, mas sua égua Resaola acabou caindo na recepção. Marca esta que estabeleceu o recorde brasileiro de potência em um Indoor (recinto fechado) e que permanece até hoje.

Mas quando se trata de uma potência não tem como não falar do recordista brasileiro de salto em altura Luiz Felipe de Azevedo, Felpinho. O medalhista olímpico é recordista brasileiro de salto em altura saltando uma sebe (obstáculo inclinado) montando MC Tambo Nuevo ao lado de Ricardo Gonçalves Filho no dorso de Complicado ultrapassando 2.31 metro em uma sebe irlandesa no Clube de Campo São Paulo em 1982. Felipe também detém o recorde de 2.32 metros de salto sobre um muro na Piazza de Sienna na Itália conquistado em 2002 montando Silverländin Joter, criação do Haras Joter.

Agenda

Aguarde em breve inúmeras novidades e atrações nesse que é o principal Concurso Hípico da América do Sul.
Fonte: SHP

  • Compartilhe
  • <