Por Fora
das Pistas

Notícias

Eduardo Menezes (de cinza) e Rafael Kaipper após os treinos desta segunda-feira, dia 15. (Foto: Arquivo Pessoal)

17 de agosto de 2016

Principais nomes do hipismo de Santa Maria se encontram nos Jogos do Rio

Os dois principais cavaleiros que já passaram pelo Coração do Rio Grande estiveram lado a lado no Rio de Janeiro, nos Jogos Olímpicos de 2016. Um como representante do Time Brasil, o santa-mariense Eduardo Menezes, e outro como assistente de pista, o porto-alegrense Rafael Kaipper.

Radicado em Santa Maria, por onde competiu por mais de vinte anos, Rafael Kaipper está desde o início dos Jogos do Rio atuando como assistente do local de competição, o Centro de Hipismo, em Deodoro. Já Eduardo Menezes desembarcou na cidade carioca na última semana, onde iniciou a disputa das competições de salto no último domingo. O encontro dos dois cavaleiros ocorreu na segunda-feira após os treinos de Eduardo Menezes, e também nesta terça-feira, dia em que o santa-mariense voltou as pitas e zerou o seu percurso, avançando para a terceira fase da competição individual e ajudando o Brasil a garantir vaga na final por equipes.

– Reencontrar e estar próximo a grandes cavaleiros, grandes nomes do hipismo é sempre muito gratificante, principalmente se tratando de uma Olimpíada. O Eduardo Menezes é um cara espetacular, tive o prazer de conviver com ele um ano em Santa Maria quando competimos juntos e agora tive o prazer de reencontra-lo aqui no Rio. Conversamos um tempo, está muito maduro, sempre firme nos passos que dá na vida. Muita gente vê um atleta deste nível sair de Santa Maria e hoje chegar em uma Olimpíada e pensa que essa caminhada é fácil. Mas nós atletas e ele mais do que ninguém sabe que esse caminho foi traçado com muita dificuldade. Ele saiu do Brasil jovem, passou por várias dificuldades montando e hoje graças a Deus chega a este nível de disputar uma Olimpíada pelo Brasil e no Brasil. Foi um grande prazer encontrar ele aqui, conversamos e trocamos ideias. Como falei, sempre é bom estarmos perto de grandes atletas do mundo inteiro, e do Eduardo Menezes mais ainda já que é um cara que saiu da mesma cidade de onde eu também sai. – Afirma Rafael Kaipper, que desde fevereiro de 2016 defende o Centro Hípico das Palmeiras (CEHIPA), de Florianópolis.

Kaipper também comentou sobre as atuações de Eduardo Menezes até o momento nos Jogos do Rio:

– O Eduardo fez uma falta no detalhe no primeiro dia, que todos nós sabemos que este esporte e dificílimo, e hoje fez um zero ajudando muito a equipe a disputar uma medalha de ouro na grande final por equipes. O Eduardo mostra muita segurança nos percursos, tem um conjunto fantástico com esse cavalo, está em grande forma. Fiquei muito satisfeito em estar do lado da pista vendo ele, sabendo de onde saiu, sabendo as dificuldades que enfrentou, das pistas que montou e hoje zerou o percurso nas Olimpíadas e ajudou o Brasil rumo a esta medalha. Fui dar um abraço nele depois por esse grande momento que enche de orgulho todos nós.

Vice-campeão por equipes e quarto colocado no individual no Campeonato Brasileiro de Salto, realizado em Brasília no mês de julho, Rafael Kaipper seguirá trabalhando nos Jogos do Rio até o fim das competições de hipismo.

– A satisfação é muito grande em participar das Olimpíadas desta forma. Sempre é bom acompanharmos de perto os aquecimentos, os treinamentos dos atletas, a recuperação dos cavalos. Sempre tive um grande sonho de estar em uma Olimpíada justamente para sentir este clima. Tinha o sonho de ver isso de perto. Qualquer atleta sonha em disputar uma Olimpíada pelo seu pais e eu não sou diferente disto, mas sei que é uma estrada muito longa, muito difícil. Então eu queria muito sentir o que é uma Olimpíada, um cavalo olímpico, um percurso olímpico, um treinamento olímpico. Hoje estou vendo, presenciando, vivendo cada dia intensamente. – Declara Rafael Kaipper.

Fonte: Bruno Tech 16 ago 2016 Hipismo, Manchete/ Esporte Sul

  • Compartilhe
  • <