Por Fora
das Pistas

Acontece

Os cavalos vieram de Londres Divulgação

30 de julho de 2016

Primeiros cavalos olímpicos chegam ao Rio de Janeiro. São 34 animais do concurso completo que enfrentaram 12 horas de avião

Não são apenas os atletas humanos que estão indo para o Brasil, para a Rio 2016. Agora os primeiros cavalos olímpicos chegaram ao Centro Equestre Olímpico, em Deodoro – pousando no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, pouco antes da meia-noite e depois de 12 horas de voo de Londres (Grã-Bretanha).

Os 34 cavalos de concurso completo de equitação (CCE, ou Eventing, em inglês) podem ter estado num avião de carga, mas era um Boeing SkyCargo 777-F da Emirates especialmente projetado, e todos voaram na classe executiva! Exatamente como os atletas humanos, eles tiveram que passar pelo controle de passaportes (e um exame de saúde) no Aeroporto Stansted de Londres, antes de embarcarem com sua bagagem e bagagem de mão.

Ostentando o equivalente equino das meias para o voo (bandagens de patas), eles receberam o tratamento completo da classe executiva, com refeições especiais servidas pelos comissários de bordo (na realidade, tratadores), um carrinho de bebidas (baldes) oferecendo água (não gasosa) com um cardápio de misturas. Maçã ou cenoura, senhor?

Veterinários também estiveram a bordo, para garantir que a preciosa carga de equinos chegasse em perfeitíssima forma. O que é importante, uma vez que esses atletas de quatro patas significam negócios!

Saudados no Rio nas primeiras horas da manhã, os cavalos foram transportados em caminhões especialmente equipados e acompanhados de uma escolta policial completa, sob o olhar vigilante do Cristo Redentor, a caminho de uma recém-construída acomodação equina no Centro Equestre Olímpico, onde eles estenderam aos cavalos o equivalente a o tapete vermelho – esteiras pretas de borracha!

Este voo de chegada, o primeiro de nove durante o período olímpico, transporta cavalos da Grã-Bretanha, Irlanda, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Zimbábue, Brasil, Japão, Itália e China. E durante as próximas semanas, mais de 200 cavalos, de 43 nações, chegarão a Deodoro, prontos para fazerem sua oferta pela medalha de ouro com seus parceiros humanos nas três disciplinas equestres olímpicas.

Fonte: De A Tribuna On-line

  • Compartilhe
  • <