Por Fora
das Pistas

Notícias

Pedro Veniss com Quabri rumo à final individual (Luis Ruas)

22 de setembro de 2018

Pedro Veniss mantém chances de pódio na Final individual dos JEM

Nessa sexta-feira, 21/9, foi definida a final por equipes da modalidade Salto nos Jogos Equestres Mundiais 2018 no Tryon International Equestrian, na Carolina do Norte (EUA). Após a primeira qualificativa na quarta, 19/9, foram disputados dois percursos distintos em 20 e 21/9, somando os três resultados para contagem por equipes e individual.

Somente as dez melhores equipes após a disputa em 20/9 habilitarem-se à disputa de hoje e o título ficou em casa com os EUA após emocionante desempate com a Suécia e a Alemanha garantiu a 3ª colocação. Habilitaram-se à final individual que encerra a 8ª edição dos Jogos no domingo, 23/9, os 30 melhores concorrentes, entre eles, o top brasileiro Pedro Veniss com Quabri de I´Isle que foi 2º colocado no primeiro dia, fez uma falta em cada passagem da final por equipes computando apenas 8,17 pontos perdidos.

Resultado que coloca Pedro em 10º lugar a apenas 5,7 pontos, ou seja, a menos de dois derrubes (cada um equivalente a 4 pontos) da nova líder, a alemã Simone Blum com DSP Alice que zerou em 20 e 21/9 e tem somente 2,47 pontos trazidos da 1ª parcial. Com isso, o cavaleiro olímpico e medalhista pan-americano de 35 anos que está em sua 3ª participação em Jogos Equestres Mundiais mantém vivas as chances de pódio do Brasil.

EUA e Suécia haviam fechado com 20,56 pontos perdidos (sempre descartando o resultado pior entre os quatro integrantes). Assim os quatro integrantes das equipes voltaram para um desempate em que novamente teve um descarte e valeu a soma do número de faltas e tempos: EUA venceu sem faltas em 100s67 e Suécia foi prata também sem faltas no desempate, em 102s73. Alemanha foi 3ª colocada com 22,09 pontos perdidos.

O brasileiro Luiz Francisco de Azevedo, filho caçula do medalhista olímpico Luiz Felipe de Azevedo, montando Comic também avançou para a prova nessa sexta, 21/9. Luiz Francisco que computou 2,71 na caça, 13 pontos em 20/9, perdeu apenas 6 pontos na 3ª parcial, fechou sua primeira participação nos Jogos com 21,71 pontos perdidos na 46ª colocação.

Qualificação rumo a Toquio
As seis primeiras equipes – EUA, Suécia, Alemanha, Suíça, Holanda e Austrália – garantiram a vaga de seus países para a Olimpíada 2020. A equipe brasileira – Pedro Vennis montando Quabri de I’Isle, Luiz Francisco de Azevedo montando Comic, Pedro Junqueira Muylaert apresentando Prince Royal Z MFS, Yuri Mansur com Ibelle Ask – fechou em 14º lugar entre 24 equipes.

Com isso, o Time Brasil agora pode garantir sua vaga olímpica nos Jogos Pan-americanos 2019, em Lima (Peru). Habilitam-se à Olimpíada de Tóquio, as primeiras três equipes do Pan, mas como os EUA já têm vaga garantida após a vitória no Mundial, as equipes vice, 3ª e 4ª no Pan carimbam o passaporte olímpico. A melhor equipe FEI Nations Cup Final 2019 também garante vaga bem como as três melhores do Campeonato Europeu 2019, mas caso já tenham, classificam-se o países subsequentes no placar das respetivas competições.

30 atletas qualificados para Final Individual
10 primeiros:
1º Simone Blum / DSP Alice – Alemanha – 2,47 pontos perdidos (pp)
2º Max Kühner / Chardonnay – Austrália – 2,97 pp
3º Martin Fuchs / Clooney – Suíça – 4,68 pp
4º Lorenzo de Luca / Irenice Horta – Itália – 5,19 pp
5º Mclain Ward / Clinta – EUA – 6,08 pp
6º Cian O´Connor / Good Luck – Irlanda – 6,69 pp
7º Frederic Jönnson / Cold Play – Suécia – 7,23 pp
8º Danielle Goldstein / Lizziemary – Israel – 7,80 pp
9º Steve Guerdat / Bianca – Suíça – 8 pp
10º Pedro Veniss / Quabri de I´Isle – Brasil – 8,17 pp

Final por equipes Jogos Equestres Mundiais 2018
Campeões EUA – 20,59 pontos perdidos* – desempate 0/100s67
Devin Ryan / Eddie Blue – 3,64/4/4 – 0/34s88
Adrienne Sternlicht / Cristalline – 4,26/1/5 – 4/34s61
Laura Krata / Zeremonie – 1,87/8/0 – 0/33s21
McLain Ward / Clita – 1,08/1/4 – 0/32s58
Vice Suécia – 20,59 pontos perdidos* – desempate 0/102s73
Henrick von Eckermann – 3,20/8/0 – 0/32s99
Malin Baryard Johsson / H&M Indiana – 5,33/9/0 – 4/35s39
Fredrik Jönsson / Cold Play 3,23/4/0 – 0/35s31
Peder Fredricson / H&M Christian K – 2,16/0/8 – 0/34s43
3º lugar Alemanha – 22,09 pontos perdidos*
Simone Blum / DSP Alice – 2,47/0/0
Laura Klaphake/ Catch Me if You Can – 6,25/1/4
Maurice Tebbel / Don Diarado – 6,51/9/5
Marcus Ehning / Pret A Tout – 0,37/8/0
4º lugar Suíça – 28,64 pontos
5º lugar Holanda – 32,35 pontos
6º lugar Austrália – 33,32 pontos
*com descarte do pior resultado da equipe a cada prova

Fonte: Imprensa CBH

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.