Por Fora
das Pistas

Notícias

Rejane realizou sonho de conhecer um "cavalo de verdade". (Foto: Gustavo Maia)

24 de dezembro de 2018

Para a surpresa da família, de presente de Natal, Rejane só queria ver um cavalo

Nem só de celulares, jogos eletrônicos e brinquedo caro se faz o Natal de uma criança. Às vezes, elas surpreendem. Priscila Basaglia, de 34 anos, é madrinha de Rejane Lessa, de 7 anos, que neste Natal apareceu com um pedido bastante inusitado: queria ver um cavalo de verdade.

Sem conseguir fazer a menina mudar de ideia, apesar de não conhecer ninguém que crie cavalos, a madrinha decidiu atender ao pedido. “Ela falou que queria chegar perto, andar no cavalo. Não é muito comum uma criança pedir isso. Eu tive que atender, tive que tentar”, conta Priscila.

A madrinha colocou em prática a mega operação que parecia uma missão impossível, mas que acabou dando muito certo. Pelas redes sociais, pediu ajuda à jornalista Viviane Freitas, que é produtora de um programa de TV especializado em cavalos, que fez contato com Camila Spengler, dona da academia equestre Montana. Priscila conta que chorou de emoção quando recebeu a ligação de Viviane dizendo que havia conseguido o encontro de Rejane com o tão sonhado cavalo.

Camila Spengler, que é instrutora equestre e desenvolve trabalho de equoterapia com crianças de baixa renda portadoras de deficiência, conta que ficou surpresa com o pedido da Rejane. “Quando ela falou eu nem pensei duas vezes. Atendi na hora”, conta ela, que trabalha há mais de 20 anos com equoterapia. Camila já trabalhou com o esquadrão de polícia montada e hoje é dona da academia equestre Montana. “Nossa intenção aqui é proporcionar às pessoas essa vivência com o cavalo, dar banho, dar comida, escovar, montar, aplicar remédio, tudo”.

Com tudo combinado entre a dona dos cavalos, a madrinha e os pais, Larissa e Flávio, eles só revelaram a surpresa quando Rejane percebeu que o destino não era o shopping, como haviam prometido a ela. Quando a garotinha viu os cavalos, não conteve a alegria. No primeiro contato com o animal, ela não esboçou nem um pouco de medo. Mal conseguia parar de sorrir, de tanta alegria. Ela ficou impressionada com o tamanho do cabelo do cavalo. Mesmo antes de se aproximar, já sabia até como subir “tem um negócio pra colocar o pé”, dizia ela empolgada.

Para quem só queria ver um cavalo, ela acabou ganhando um presente maior. Não só viu, mas escovou, deu comida e fez trança na crina do cavalo, batizado de Pagode. Mas ela não se contentou com isso. Determinada a não sair dali sem montar no lombo do animal, aprendeu até algumas “manobras”, como ficar em pé, sentar virada para trás, de lado, deitar na sela e até descer numa cambalhota. Bastante tímida, quase não falou sobre o curioso pedido de Natal, mas quando foi parar em cima do cavalo se soltou e a timidez foi embora, era só risos e poses para foto.

Quando terminou o passeio, perguntei se tinha gostado pouco ou muito da experiência, e ela com um sorriso largo no rosto respondeu sem nem pensar: “Gostei mil”. Sobre a origem do pedido diferentão, a garotinha conta que até hoje só tinha visto cavalos em desenhos, e apesar de não saber exatamente como eles eram, esclarece que já sabia que gosta de cavalos simplesmente “porque eles são lindos”. Nas palavras da mãe, Rejane é “uma criança bem zen. Ela gosta bastante de animais, sempre teve essa paixão pelos bichos – cachorro, gato, papagaio, rato, tudo”, conta Larissa.

Priscila, a madrinha de Rejane, conta que a menina sempre prestou muita atenção nos animais que encontra pela cidade. “Quando a mãe dela vai buscar ela na escola, ela me conta todos os bichos que vê no caminho ‘madrinha vi uma coruja, dois gatos, vi cachorro’ ela repara em tudo”. O pai, Flávio Lessa, conta que a garotinha dizia que quando crescer queria cuidar dos animais, mas agora já mudou de futura profissão: “quero ser quem cuida de cavalo”. A pequena ficou tão empolgada com o encontro que já queria adotar Pagode, o cavalo que tinha acabado de conhecer. O pai ainda tentou contornar a situação “cavalo tem que cuidar, dar comida, dar banho, limpar o cocô” mas ela não deu o braço a torcer: “eu dou comida e banho. O cocô você limpa”, combina ela.

Mas para a surpresa de Rejane e dos pais, o presente não acabou por aí. Camila Spengler deu de presente para a garotinha uma aula semanal na academia equestre para o próximo ano. Mas antes que Rejane terminasse de comemorar, a professora já deixou a regra bem clara: desde que ela tenha boas notas na escola. “Quero ver todo bimestre o seu boletim, hein!”.

Fonte: Campo Gde News

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.