Por Fora
das Pistas

Notícias

Doping

17 de janeiro de 2018

O que é Doping? Como e quando os cavalos são submetidos aos exames?

Doping é qualquer substância ou procedimento usado que influencie no desempenho do animal.

Doping é a administração ilícita de fármacos ou outros agentes com a intenção de melhorar o rendimento físico em competições.

Doping é a aplicação ilegal de medicamentos, substâncias ou qualquer agente físico capaz de alterar, efetiva ou potencialmente, o desempenho do cavalo, com finalidade de favorecer transações desonestas e fraudulentas

Doping é a administração ilícita de fármacos ou outros agentes em animais de competição, com a intenção de alterar seu rendimento físico, seja em sentido positivo ou negativo.

Quais as outras Associações usam o Exame Antidoping?

Algumas Associações de criadores já incluíram o exame em competições, como a do Cavalo BH, Cavalo Mangalarga Marchador, Jumento Pêga, Cavalo Árabe, Quarto de Milha, etc.;

Desde quando existe o Doping?

Em Viena, 1910, realizaram-se as primeiras análises em saliva de cavalos para controle de dopagem;

No Brasil o primeiro controle oficial de doping foi realizado no final da década de 40;

O Código Mundial Antidoping, criado em 2003, regula o controle do doping em animais que participam de competições;

Em que Organização as competições equestres estão se embasando para confeccionar a listagem de substâncias do exame Antidoping?

A FEI (Federação Equestre Internacional) publica periodicamente uma relação de substâncias proibidas que são classificadas de acordo com grupos farmacológicos.

Quais são as situações consideradas graves?

Assim como a FEI, considerado prática antiesportiva e falta grave:

A presença de substâncias proibidas ou seus metabólitos nas amostras colhidas para exame;

O uso de substâncias ou métodos proibidos;

A recusa da coleta de amostras, sem justificativa;

Tentativa de burlar o controle antidoping;

Posse de substâncias proibidas;

Tráfico de substâncias proibidas;

Ajuda, encorajamento ou qualquer cumplicidade envolvendo a violação das
regras.

Onde estão contidas as substâncias proibidas?

As substâncias podem estar contidas em medicamentos, produtos veterinários e agrícolas, rações, líquidos, tônicos, pastas, colírios, etc.

Quais as formas de administração destas substâncias?

As substâncias proibidas são administradas por vários meios, como: via oral, respiratória, ocular, endovenosa, intramuscular, por supositórios, massagem, fricção tópica, etc.

O nome comercial de um medicamento que utilizo no meu Haras não consta na lista de Doping, isso significa que posso utilizá-lo normalmente?

Se não constar alguma base e/ou nome comercial de alguma droga na relação de medicamentos proibidos, mas se ela pertencer a um dos grupos farmacológicos listados no Regulamento Oficial de Antidopagem, seu uso será considerado doping.

Qual é a prova de que um animal foi dopado?

A prova do uso de substâncias que afetam a performance é determinada pela identificação química no material colhido para exame.

Qual o material colhido para a realização do exame?

Coleta-se urina por micção espontânea – pelo menos 120ml, distribuídas em 2 amostras.

Coleta de sangue – 50ml ou 150ml (quando não é possível coletar o volume adequado de urina), também divididos em 2 amostras.

Onde é feita esta coleta? E por quem?
O animal é encaminhado a um local previamente escolhido (uma baia), acompanhado de um responsável e um fiscal credenciado.

Meu animal ficou doente durante a Exposição/Evento/ Competição, o que devo fazer?

Caso o animal precise de procedimento terapêutico (ser medicado) durante o período de competição, deve-se seguir algumas normas:
1- Informar imediatamente o Veterinário Oficial do evento que deverá;

2- Preencher o Formulário de Controle;

3- Dar o diagnóstico, informar a medicação usada e justificar a sua utilização, para análise da Comissão Organizadora, para que seja incluído como “Fins Terapêuticos” e não para melhorar a performance.

Quem vai pagar pelo exame antidoping?

O evento/ comissão organizadora irão arcar com os custos dos exames de antidoping. No caso de solicitação do proprietário de realização do exame de contra-prova, este deverá arcar com o custo do exame não se responsabilizando o evento pelo custeio do mesmo.

FONTE: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS CRIADORES DO CAVALO CAMPOLINA (editado)

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.