Por Fora
das Pistas

Acontece

13 de março de 2015

O primeiro clone de cavalo de esporte do Brasil nasceu!

Uma história de amor será relatada aqui pela proprietária do primeiro clone de cavalo do Brasil, a amazona de adestramento Andrea Barros. Um grande sonho que há três dias se tornou realidade e o mundo hípico com certeza merece tomar conhecimento deste fato, com o próprio depoimento dessa feliz proprietária do Barra Sag Chrone.

Barra Sag Chrone está de volta

Há mais de 20 anos começava uma estória de amizade e companheirismo que iria mudar a minha vida e em grande parte, determinar a pessoa que eu me tornei hoje. Há 22 anos Chirone entrava na minha vida.
Nossos caminhos se cruzaram numa Exposição Nacional. Eu estava lá para competir e apresentar nossos animais, todos os filhos do grande reprodutor EBANDOR do TOP, Tetra Campeão Nacional de Progênie. Chirone fazia parte do plantel de outro Haras, mas encantava a todos por onde passava. Tinha um brilho e carisma especial.

E não foi diferente quando meu pai o viu. Ele logo percebeu que aquele cavalo tinha algo de diferente e especial.
Naquele ano tivemos a alegria de ver nosso Tobar ser escolhido Grande Campeão da exposição, Chirone foi eleito o Reservado Grande Campeão.
Mas a noite não terminava por ai: Após alguma análise e conversa meu pai e nosso querido amigo e profundo conhecedor de cavalos Mark Wharton, chegaram à conclusão que Chirone seria um ótimo padreador para as filhas de Ebandor.

Não foi fácil, já que vários outros criadores também tinham se encantado e choviam ofertas em cima do cavalo, acabou que naquele ano nosso caminhão voltou para a fazenda carregando o Grande Campeão Nacional além do Reservado Grande Campeão Nacional: Chirone era oficialmente nosso e passou a fazer parte do plantel da Barra!

Chirone chegou e passou a cobrir as filhas de Ebandor com muito sucesso.
A procura por seus filhos e filhas foi grande, todos os seus produtos foram vendidos.

No ano seguinte Chirone voltou às pistas de exposição e foi Grande Campeão Nacional, dessa vez competindo pela Barra. Voltou para o haras, continuou sua carreira como reprodutor, mas eu via algo mais nele. Comecei a montá-lo.
Nessa época eu tinha em minhas cocheiras cavalos prontos, escolhidos a dedo, dentre eles o Bicampeão Francês de Dressage, classificado Elite, Barra Espoir D’ Almé e o ganhador de inúmeros CDIs Barra Ukase du Manoir. Mas nenhum deles me dava o prazer que Chirone me dava. E assim continuei montando Chirone, sem grandes pretensões. Aquele cavalo, comprado para ser um reprodutor, tinha se tornado o meu preferido.

Passamos a competir em provas montadas da raça. Foram anos de competições. Chirone nunca foi derrotado em nenhuma prova, foi INVICTO em todas elas! Levava-me sempre ao primeiro lugar do Pódio!
Um juiz um dia me confessou que quando entravamos em pista ele se preocupava em escolher o segundo e o terceiro lugar. Porque sabia que o primeiro posto era nosso!  Chegou uma hora que passamos a ser convidados para fazer apresentações individuais montadas nas exposições da raça.

A partir daí começamos a entrar em provas de Dressage. Em menos de três anos de treinamento chegamos a competir a nível São Jorge. Foram mais algumas classificações e muitas alegrias. Era o único cavalo que eu pessoalmente apresentava nas inspeções veterinárias. Quem me conhece sabe que eu não gosto muito de apresentar cavalos do chão, mas com Chirone era diferente. Nossa sintonia era tanta que a coisa fluía naturalmente.

Me lembro que muitas vezes, amigos preocupados comigo, me chamavam de lado para dizer que eu não deveria apresentá-lo deixando-o correr tão solto ao meu lado, com as rédeas sempre longas e frouxas, ele numa atitude de garanhão, o tempo todo mordendo a minha cintura ou a lateral do meu corpo. Que permitir isso a um garanhão era procurar por problemas. Uma hora isso causaria um acidente.

O fato é que ele nunca fechou a boca, fingia que mordia, mas nunca ia as vias de fato, era tudo uma brincadeira e a nossa sintonia tão grande que eu confiava plenamente que ele não faria nada para me machucar. Até hoje é assim. Uma brincadeira entre nós dois.

A idade chegou para ele, outros cavalos entraram na minha vida e achamos que era hora de Chirone ter sua merecida aposentadoria. Passei a competir com Barra Acapulco Gold, outro cavalo que me deu inúmeros títulos, me colocou duas vezes na Equipe Brasileira, e me presenteou com o título de vice campeã sul-americana por equipes. Hoje Acapulco é o grande companheiro de aposentadoria de Chirone: os dois têm baias com acesso a piquete privativo 24hs por dia.

O tempo passou, fui morar treinar e montar na Europa com outros animais. Tive cavalos de minha criação participando e representando o Brasil no World Equestrian Games e ganhando provas no Campeonato Francês.   
Tive a chance de montar cavalos de Grande Prêmio e até alguns cavalos Olímpicos. Tive amigos procurando um cavalo pronto, de nível FEI para mim em 3 continentes. Mas nenhum cavalo que eu montava, apesar de suas grandes qualidades, me dava o prazer que Chirone um dia me deu. Nenhum se igualava a ele no meu coração.
Mas como fazer? Chirone hoje tem 24 anos, não era justo nem cabível voltar a montá-lo. Sonhava em fazer o tempo voltar, mas isso não era possível.

Mas quando você sonha, quer muito uma coisa e canaliza suas energias para um objetivo, seu sonho acaba se tornando realidade. E assim foi para mim e para Chirone. Meu Chirone está de volta!

Se Deus e o Universo nos permitirem, teremos mais 24 anos juntos! Porque nem o tempo foi capaz de interromper nossa estória. Apresento a todos vcs, meus amigos e amigas o primeiro clone brasileiro de um cavalo de esporte: BARRA SAG CHIRONE!

Todos aqueles que acompanharam nossa trajetória, todos aqueles que nos viram juntos, vão entender o porque decidimos investir  tempo, energia e recursos num clone ao invés de comprar um cavalo pronto: Chirone é incomparável, é único, é inexplicável, só conhecendo-o para entender!  E vamos caminhando juntos, rumo a meio século de amizade e parceria.

Que assim seja”!!!

BARRA SAG CHIRONE, o clone,  é resultado de um grande sonho.
E grandes sonhos não se tornam realidade apenas através de uma única pessoa: Grandes sonhos são fruto do esforço e dedicação de um grupo de GRANDES pessoas.  A todos os envolvidos na realização desse sonho, o meu muito, muito obrigada!!!

Andrea e o Barra Sag Chrone

Andrea e o Barra Sag Chrone

Curriculum Barra Sag Chirone
Barra Sag Chirrone:
Campeão Potro,
Campeão Cavalo,
Gde Campeão Potro,
Res Gde Campeão Cavalo,
Gde Campeão Cavalo,
2 vezes Vice-Campeão Paulista de Adestramento,
Campeão do Ranking Adestramento Interclubes,
Campeão Brasileiro de Adestramento,
Vice Campeão Brasileiro de Adestramento Young Riders,
Único garanhão AA brasileiro a competir em provas nível St. Georges,
Além de INVICTO em TODAS as provas da raça nas quais participou.

Fonte: SKS Promoções; Foto: Dra Perla Fleury

  • Compartilhe
  • <