Por Fora
das Pistas

Notícias

Influenciada pelo interesse de Iara (E), Florencia começou a participar de competições com cavalos Foto: Rosi Boni

6 de maio de 2017

Mulher e filha de Verón disputam provas de salto no The Best Jump

Famosa pelos dotes futebolísticos, a família Verón também está representada na 49ª edição do Concurso de Salto Internacional Cidade de Porto Alegre.

Enquanto Juan Sebastián, o meia que acumula as funções de jogador e presidente do Estudiantes, atravessa uma semana decisiva nos gramados – na terça-feira, o time de La Plata foi derrotado pelo Atlético Nacional na Libertadores e, neste sábado, enfrenta o líder Boca Juniors no Campeonato Argentino –, a mulher e a filha do craque de 42 anos estão na Capital para participar do tradicional The Best Jump na Sociedade Hípica Porto Alegrense.

A mulher do volante, Florencia Vicaccia, 40 anos, e a filha Iara Verón, 17 anos, competem em provas de salto no evento gaúcho, que se encerra neste domingo.

A paixão pelo hipismo surgiu com a primogênita do casal. Iara começou a praticar o esporte aos sete anos, por vontade própria. Florencia, que sempre gostou de cavalos, se interessou pela modalidade ao acompanhar a filha nos treinos. Até então dona de casa, decidiu tentar carreira aos 30 anos.

As duas começaram saltando obstáculos de 60 centímetros. Hoje, Iara encara provas com obstáculos de 1m35cm e Florencia, 1m10cm.

— Começamos querendo aprender . Depois, subir a altura (dos obstáculos) e competir em outros países — diz Florencia, que monta Dasha Coopercsn.

Em sua primeira participação na tradicional competição gaúcha, Iara já planeja seguir carreira no hipismo. Ela e mãe treinam no Club Hipico Y de Golf City Bell, em Buenos Aires. Em cada atividade, dedicam uma hora para cada cavalo (Iara tem três equinos e Florencia, dois).

— Cada um dos cavalos varia em altura, idade, confiança e segurança que passa — explica Iara, que compete em Porto Alegre com Contendra.

Acostumada a acompanhar o marido em duros confrontos no futebol, Florencia afirma que a rivalidade “Brasil x Argentina” também existe no hipismo. Mas ela gosta dessa disputa. Com a experiência de duas participações anteriores na The Best Jump, garante que os cavaleiros brasileiros são mais competitivos.

Por enquanto, a mulheres da família Verón ainda não conseguiram despertar o mesmo interesse pelo hipismo na ala masculina da casa — o casal tem outro filho, Deian, 14 anos. Segundo Florencia, o marido e o garoto só pensam em futebol.

Fonte: *ZHESPORTES

  • Compartilhe
  • <