Por Fora
das Pistas

Notícias

Cavalo morreu aos 10 anos, menos de um mês após ser vendido por R$ 6,97 milhões em leilão (Foto: Divulgação/ ABCCC)

21 de junho de 2017

Morre cavalo Equador de Santa Edwiges, reprodutor que valia cerca de R$ 7 milhões

Na noite de segunda-feira (19/6) morreu o cavalo Equador de Santa Edwiges, um dos mais reconhecidos reprodutores do país. Ele apresentou um quadro de desconforto abdominal e foi levado da central de reprodução onde estava para o hospital veterinário da Universidade de Pelotas. Apesar dos cuidados, o reprodutor não resistiu ao agravamento. Ele completaria 11 anos em outubro.
Equador está relacionado no Registro de Mérito da Associação Brasileira de Ceiadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).  Ele era pai de vencedores do Freio de Ouro, principal competição da raça crioula no Brasil. Entre os filhos estão o Freio de Bronze JA Impecável, do Reservado Grande Campeão da Expointer, JA Impulso, do Freio de Ouro JA Libertador.

Criado pela cabanha Santa Edwiges, de São Lourenço do Sul (RS) – marca vencedora de nove títulos do Freio de Ouro – o cavalo tinha a sua propriedade atual compartilhada em 21 cotas entre um condomínio de criadores. Ou seja, cotas dele foram vendidas em um leilão para diversos investidores que se tornaram donos dele. A venda aconteceu em maio e totalizou um valor de R$ 6,97 milhões, num evento que foi considerado o “maior leilão da história do cavalo crioulo”.

Fonte: Por Redação Globo Rural

  • Compartilhe
  • <