Por Fora
das Pistas

Notícias

29 de janeiro de 2018

Mormo: Novas regras para controle da doença

Normativo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) contempla novos conhecimentos sobre o enfrentamento do mormo, que se acumulou nos últimos 18 anos, desde que a doença ressurgiu no País.

A norma estabelece maiores responsabilidades aos veterinários privados responsáveis técnicos pelo manejo dos animais, como a obrigatoriedade de habilitação junto ao Serviço Veterinário Oficial. Outra atualização diz respeito ao adequado fluxo das amostras coletadas e dos resultados, conferindo maior transparência aos procedimentos de vigilância e saneamento de focos.

Com a publicação da instrução normativa, o trânsito interestadual de equinos entre toda e qualquer unidade da federação, bem como a participação em toda aglomeração de animais, devem estar amparados por exame laboratorial com resultado negativo, o que difere da norma anterior que discriminava UFs com e sem o registro da doença.

O mormo acomete os equídeos (cavalos, asininos e muares) por meio da bactéria Burkholderia mallei, que tem potencial zoonótico (pode ser transmitido a seres humanos), e para a qual não há cura nem prevenção por vacinas.

Fonte: Mapa

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.