Por Fora
das Pistas

Notícias

1 de julho de 2015

Mesmo sem Rodrigo Pessoa, Brasil busca manter sequência de medalhas no Pan

O Brasil não terá seu cavaleiro mais experiente na disputa do Pan de Toronto. Rodrigo Pessoa  não competirá, devido a uma lesão de seu cavalo principal. Mas, a equipe brasileira tem condições de brigar pelo menos pela prata por equipes e manter a tradição de medalhas. Desde 1991 não ficamos fora do pódio. Na disputa individual, boas chances com o já consagrado Doda Miranda e com a jovem revelação Marlon Zanotelli ( foto), hoje o melhor brasileiro no ranking mundial, em 35º. Completam a equipe Eduardo Menezes, Karina Johannpeter e Pedro Veniss, sendo que um dos 3 será reserva.

O hipismo saltos é uma das modalidades mais imprevisíveis. O momento do cavalo, o local da prova e a montagem do percurso costumam interferir nos resultados. É sempre complicado acertar o vencedor.

Competição por equipes: 11 países na disputa.

Os 2 melhores garantem vaga olímpica, com exceção do Brasil ( país sede) e EUA ( garantido no mundial 2014). Os americanos terão uma equipe muito forte e dificilmente deixarão o ouro escapar. No mundial 2014 foram bronze e todos os 4 que vão ao Pan estão entre os 50 melhores do ranking mundial. Canadá, Brasil e Venezuela  devem disputar prata e bronze. Correndo por fora, Argentina, Colômbia e México.

Competição individual- 55 atletas na disputa.

Os EUA tem McLain Ward ( 5º no último mundial,  6º no ranking e duas vezes ouro olímpico com a equipe americana), Kent Farrington  ( 3º do ranking e hoje  5º colocado do Global Champions Tour),  Lauren Hough ( 27º do ranking) e Georgina Bloomberg ( filha do bilionário Michael Bloomberg e 47º do ranking). O Canadá aposta no incrível Eric Lamaze. Ele foi campeão  do Pan em 2007 e olímpico em 2008, mas antes, na década de 90, ficou suspenso por 4 anos por uso de cocaína. Outro veterano canadense é Ian Millar, dono de ouros nos Jogos Pan-americanos de 1987 e 1999.

Pelo Brasil, Marlon Zanotelli foi muito bem na disputa por equipes no mundial do ano passado, contribuindo demais para a 5º colocação. Deve ser o grande nome da modalidade com as aposentadorias de Doda e Rodrigo. Doda Miranda esteve nos 2 bronzes olímpicos do Brasil em 1996 e 2000. Karina Johannpeter  e Pedro Venis ( 64º do ranking mundial) já disputaram outras edições do Pan. Eduardo Menezes é estreante.

Quem pode entrar na briga de canadenses, brasileiros e americanos são: o colombiano Carlos Lopes, o mexicano Federico Fernandez, o chileno Samuel Parto e o venezuelano Pablo Barrios.

Ao todo, o Brasil tem 12 medalhas em Jogos Pan-Americanos na modalidade saltos: 7 por equipes e 5 no individual.

Como foi em 2011:
Ouro- Cristine McCrea ( EUA),  prata- Elizabeth Maden (EUA)  e bronze- Bernardo Alves- Brasil

Equipes: Ouro- EUA, prata- Brasil e bronze- México

  • Compartilhe
  • <