Por Fora
das Pistas

Hall da Fama

Mauro na cerimônia de premiação; foto: LCRUAS

6 de novembro de 2018

Mauro Pereira Jr., cavaleiro da modalidade adestramento, revela seus objetivos e metas

Nome: Mauro Pereira Jr.

Modalidade: Adestramento;

Idade: 37 anos;

Principais Títulos : Desde que iniciei minha carreira como profissional já defendi alguns Títulos como Campeão Brasileiro series Média e Sênior Top , Campeão Paulista , Troféu Eficiência , Prêmio Brasil e FEI World Challenge .

1. Onde monta? Desde quando?
Atualmente monto no Haras Cachoeira de Propriedade da Sr. Anna Mantegazza . Sou Treinador no Haras Cachoeira desde 2012 .

2. Onde ficam os seus principais cavalos?
Ficam no Haras Cachoeira , atualmente estou monto 5 cavalos , Don Enrico , Comanche , Banzai , Fidercarree e Ibisco .

3. Como é sua rotina de treinos?
É uma rotina simples , monto os três mais adiantados na parte da manhã e os outros dois mais novos na parte da tarde , em meio a isso sou responsável por toda parte Hípica do Haras, onde passa por mim todas as decisões tomadas em relação aos cavalos .

4. Fruto de bons resultados você acaba de ser convocado para o campeonato sul-americano de adestramento, na Argentina, que irá acontecer no próximo mês, com um cavalo BH. Comente!
Muito Feliz !!! Após mais de 6 anos de muito trabalho e dedicação, conseguimos nosso primeiro objetivo , integrar a Equipe Brasileira num evento como esse o Sul-Americano de Adestramento Clássico .

5. Como será o trabalho até a data do embarque? Onde será a quarentena dos cavalos?
A Quarentena acontecerá na Hípica Paulista . O trabalho continuará normalmente todos os dias, intercalando entre dias de trabalho mais intensos e dias de trabalho mais leves , sempre preservando a saúde do cavalo para que chegue no Evento no seu ápice .

6. Como é para você ser um cavaleiro de cavalos da criação nacional?
Pra mim é super gratificante montar um cavalo de criação nacional , infelizmente nossa cultura do adestramento Clássico no Brasil em relação a Europa é muito pequena ainda e montar cavalos de criação nacional feitos por nós mesmos aqui , me estimula muito a alcançar objetivos jamais alcançados com nossa criação nacional .

7. Comente sobre a evolução e os destaques da raça para a modalidade adestramento
O BH sempre teve seu maior número de cavalos na Modalidade Salto, aos poucos a criação começa a tomar corpo também no Adestramento Clássico. Recentemente tivemos o Banzai de Criação do Haras Cachoeira concorrendo no Grande Prêmio o mais alto nível do adestramento e, também integrando a lista do Ranking da FEI, como o único BH de Adestramento a estar nesta lista até o momento. No ano que vem teremos o cavalo Comanche, mais um cavalo de Criação do Haras Cachoeira a chegar no Grande Prêmio .

8. Como todo cavaleiro profissional você deve ter sonhos e metas a serem alcançadas..sejam elas a longo ou curto prazo… poderia nos revelar seu maior sonho e as metas mais próximas?
Meu maior sonho é chegar a uma Olimpíada. Sei que o caminho é duro e não será nada fácil, mais tenho certeza que com muita dedicação e trabalho chegaremos lá . O primeiro e mais importante degrau dessa escada será os Jogos Sul-Americanos agora na Argentina. O Brasil precisará ficar no mínimo medalha de Bronze para que consigamos a vaga para os Jogos Pan-Americanos no Peru em 2019 e, assim consequentemente, no mesmo formato conseguir a vaga como Equipe para a tão sonhada Olimpíada que acontecerá no Japão em 2020 .

9. Como está a agenda de competição até o final da temporada?
Hoje minha principal agenda é o Sul-Americano com o Don Enrico , antes disso teremos o Brasileiro uma semana antes da minha viagem à Argentina.  Devo entrar no Brasileiro apenas com o Fidercarree um cavalo de série Média 2, depois disso ainda teremos um CAN e o encerramento do Campeonato Paulista , onde pretendo entrar também .

10. E para o ano que vem, já tem algum planejamento?
Para o ano que vem meu planejamento, caso o Brasil consiga a vaga agora na Argentina , é manter o Don Enrico no Small Tour e tentar uma vaga na Equipe que representará o Brasil nos Jogos Pan-Americanos em Lima. A outra ideia é estrear o Comanche no Grande Prêmio no ano que vem , e os outros ir subindo de categoria .

11. Para finalizar poderia nos contar sobre a equipe convocada e dar sua opinião de possibilidades de resultados diante dos demais participantes?
Acredito muito nessa Equipe. Gosto dessa formação e, acho sim que poderemos fazer um ótimo trabalho lá em Buenos Aires e, com isso voltarmos com o nosso maior objetivo que é a Vaga para Lima em 2019 .

Desde já nossos cumprimentos pela convocação, agradecendo pela atenção!!!

Fonte: ABCCH

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.