Por Fora
das Pistas

Acontece

Foto: Stefano Grasso / LGCT

17 de agosto de 2015

Marco Kutscher garante espetacular vitória no Grande Prêmio de Valkenswaard

Marco Kutscher (ALE) conquistou uma vitória fenomenal no GP do Longines Global Champions Tour de Valkenswaard e Scott Brash (GBR) manteve a sua liderança no ranking global com apenas três etapas restantes.

18 dos 20 principais cavaleiros do mundo estavam entre os que participam do 12º Grande Prêmio da série e, apesar da forte chuva, a arena permaneceu excepcional. No desempate apenas seis conjuntos habilitaram-se rumo ao título.

Com percurso de Uliano Vezzani, dos 50 conjuntos que largaram, apenas seis superaram sem faltas os obstáculos entre os dois percursos. Um total de 12 saíram da primeira rodada com zero, entre eles Reed Kessler (EUA), Gregory Wathelet (BEL), Kamal Abdullah Bahamdan (KSA), Ludger Beerbaum (ALE) e Audrey Coulter (EUA).  Luciana Diniz (POR) fez a segunda rodada, mas cometeu quatro pontos com seu garanhão Winningmood.

A segunda rodada viu ainda mais emoção com outro grande percurso que contou com até um oxer a 1,60m e longas distâncias. O cavaleiro da casa Henk van de Pol (HOL) e Willink foram os primeiros a garantir duplo zero – um resultado popular, enquanto a multidão aplaudia-os até o último obstáculo.

Seis candidatos fortes avançaram para a rodada final do GP do Longines Global Champions Tour de Valkenswaard. Houve um silêncio absoluto e, mais uma vez Henk van de Pol (HOL) foi o primeiro a definir o ritmo, em 36s80.

Bassem Hassan Mohammed, do Qatar, foi ainda mais longe com um impressionante 35s82, no dorso de Eurocommerce Califórnia. Simon Delestre (FRA) e Qlassic Bois Margot cruzaram a linha de chegada em 34s97.  Já o Número 1 do mundo Scott Brash (GBR), em seguida, cometeu uma falta para terminar com 4 pontos. Marco Kutscher e Van Gogh fizeram parar o relógio em 34s86s e deixaram a multidão ofegante. Marco admitiu que foi a sua primeira grande vitória com esse cavalo e disse: “Eu ainda não consigo acreditar”

Scott Brash, atual líder do LGCT declarou: “… Ainda há um longo caminho a percorrer, muita coisa pode mudar, mas eu vou estar em Viena e Doha. Tenho certeza de que vai ser emocionante até o final novamente”

Marco Kutscher, vencedor finalizou: “Primeiro de tudo eu gostaria de dizer obrigado a Longines. Acho que temos que definir um novo padrão em nosso esporte e acho que teremos muitos grandes shows aqui do meu ponto de vista,. . Eu ainda não posso acreditar, Van Gogh não foi era realmente competir a este nível, mas meus dois outros cavalos estão feridos eu o escolhi para este show e ele fez um excelente trabalho hoje, foi incrível e Simon deixou um pouco a porta aberta.

Com infos GCT

  • Compartilhe
  • <