Por Fora
das Pistas

Notícias

A Exposição Nacional registrou superávit nesta temporada. Foto: Márcio Mitsuishi

7 de dezembro de 2018

Mangalarga apresenta prestação de contas

A Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) apresentou  um balanço dos primeiros 300 dias de trabalho da atual gestão à frente da entidade.

A prestação de contas apresenta um transparente resumo das despesas correntes, das ações tomadas e dos resultados alcançados nos âmbitos administrativo e financeiro, bem como do controle de copas e exposições promovidas nesta temporada.

Segundo o Presidente da ABCCRM Luis Augusto de Camargo Opice, o comando da entidade vem se empenhando para cumprir o Plano Trienal de Gestão e de Metas da Diretoria “Somos todos Mangalarga”, cujo mandato teve início em janeiro deste ano tendo entre seus objetivos sanear as finanças e proporcionar maior transparência às ações da Associação, além de valorizar a atuação dos núcleos regionais e aproximar o cavalo Mangalarga do mercado equestre.

O documento mostra que com a economia realizada e com a arrecadação alcançada nesse período está sendo possível desenvolver diversos projetos de fomento e de melhorias sistêmicas na estrutura da ABCCRM, incluindo um novo e moderno portal de internet e o “Stud Book On-line”, serviço que proporcionará aos criadores mais agilidade e praticidade na relação com o Serviço de Registro Genealógico.

Otimização de recursos

O balanço desses primeiros 300 dias também mostra que, por meio da otimização de recursos e de ações de fortalecimento financeiro, como o Leilão Amor de Verdade e a arrecadação da contribuição especial, foi possível realizar o pagamento de R$ 292 mil em dívidas, praticamente concluindo a amortização de débitos de anos anteriores. Vale destacar ainda que este montante inclui R$ 93,5 mil de repasses para os núcleos regionais não realizados ao longo dos três anos da gestão anterior e agora finalmente normalizados. Além disso, com uma forte atuação para a recuperação de recebíveis, já foi possível reaver créditos na ordem de R$ 167 mil, viabilizando ainda o ingresso de outros R$ 27 mil no caixa da entidade até o próximo mês de dezembro.

Ainda de acordo com a prestação de contas apresentada pela diretoria, essa primeira fase da gestão foi marcada por outras relevantes conquistas, como: redução no índice de inadimplência, que passou de 27,5% para 23%; economia com quadro de pessoal, cuja projeção anual alcança R$ 304 mil; economia em despesas administrativas na casa dos 30% na comparação com 2017 e ainda uma expressiva redução de 38% no valor do aluguel pago na sede da entidade.

O período trouxe também uma importante novidade ao calendário de eventos da raça Mangalarga, com a busca permanente pelo superávit de cada um deles. A Exposição Nacional, por exemplo, registrou uma entrada de recursos na ordem de R$ 637,6 mil e uma saída de R$ 611,3 mil, o que resultou em um saldo positivo de R$ 26,3 mil, mesmo com sua complexa estrutura e sua duração de onze dias. O bom resultado se repetiu com a Exposição Brasileira, a segunda principal mostra da raça, cujo balanço registrou um superávit ainda maior: R$ 48,5 mil.

O desempenho positivo, entretanto, não se restringe ao aspecto financeiro. Afinal, as ações de fortalecimento dos núcleos regionais de criadores e de aproximação do consumidor final têm proporcionado uma significativa evolução na agenda de eventos promovidos pela ABCCRM. A quantidade de exposições realizadas este ano superou em 36,36% o número registrado em 2017, passando de 22 para 30 mostras. Esses eventos, além disso, alcançaram uma evolução de 43,49% no número de inscrições, saltando de 1966 em 2017 para 2821 em 2018, e um crescimento de 38,08% no número de expositores, que passou de 260 em 2017 para 359 em 2018.

Para conferir na íntegra a prestação de contas apresentada pela Diretoria da ABCCRM, visite o portal oficial da entidade: www.cavalomangalarga.com.br.

Fonte: Assessor de Imprensa da ABCCR Mangalarga

 

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.