Por Fora
das Pistas

Notícias

O vencedor do Longines Grand Prix; foto: Oxer Sport

16 de dezembro de 2019

Lynch fatura o Longines Grande Prêmio para a Irlanda

Vitória do irlandês no CSI5 * -W na Corunã. O bem experiente Denis Lynch, com Rubens LS La Silla, encurralou seus três rivais do Longines Trophy.

A arena de Casas Novas apresentava um percurso perfeito apenas para aqueles que podiam fazer a rodada com concentração, um forte relacionamento com o cavalo, velocidade e destreza. Tanto que apenas 4 conjuntos se classificaram para a rodada final, na qual o vencedor seria escolhido: o britânico Guy Williams e Robert Whitaker, o holandês Marc Houtzager e o próprio Lynch, que embolsou 75.900 euros com esta vitória.

O primeiro a entrar na arena foi Williams, que não teve um desempenho de sorte com Rouge de Ravel. Lynch queria ter sucesso, o que ele fez, desafiando os dois seguintes com um tempo diabólico de 40,33 segundos sem penalidade.

Depois vieram o experiente Whitaker com a Catwalk IV e Houtzager com o Dante de Sterrehof. Infelizmente, Whitaker derrubou um obstáculo e não completou o percurso em um tempo melhor (fez 40,84 segundos), no entanto, o holandês voou ainda mais rápido que o irlandês (39,79), mas também derrubou um obstáculo.

Apesar disso, alcançaram um segundo e terceiro lugares (46.000 e 34.500 euros, respectivamente). No caso de Whitaker, é a segunda vez que ele orgulhosamente alcança o pódio no evento galego, no sábado ele também conseguiu o NH Collection Trophy.

Um novo vencedor que declarou “a excelente superfície da pista” na Corunã, mencionando o bom trabalho dos responsáveis ​​pelo layout e também a experiência de Rubens LS La Silla. O cavalo de 13 anos, anteriormente montado pelo irlandês Conor Swail, “teve muito sucesso na América”, disse Lynch, que só começou a montar em agosto. “Tive sorte porque meu cavalo não é o mais rápido, mas tem muita experiência. Ele estava calmo, virou muito bem nas voltas e estou muito feliz ”.

TROFÉU MARQUÉS DE RISCAL E MANGUEIRA DO PABLO VALLE
Quanto às duas outras competições que ocorreram do CSI2 *, em ambos os casos foi o hino espanhol que soou em homenagem aos vencedores. A prova mais alta, com obstáculos de 1,40 metros, o Troféu Marqués de Riscal, foi para Pablo Valle. O cavaleiro voltou a ter o seu melhor aliado com Tresor de Varende, e ambos alcançaram o tempo de vitória: 54,88 segundos.

Apesar da presença de outras oito nacionalidades entre os competidores, o pódio ficou claro após um emocionante duelo entre duplas espanholas. Valle alcançou o primeiro lugar com Gonzalo Añón (56,19 segundos com Elisa van de Helle) e Diego Maneiro ficou com o terceiro (57,37 com Gina-Unlimited), mas havia mais cavaleiros que não estavam dispostos a passar despercebidos. Assim, Álex Codina com Cruising Star garantiu o terceiro lugar, e Íñigo López de la Osa, com Sultan de Beaufour, ficou em quarto lugar nos minutos finais do evento. O quinto classificado, e Ainhoa ​​Manero seguiu, com 57,58 segundos em Turquoise d’Ivraie.

TROFÉU LEXUS, SEGUNDO PÓDIO DA MEDALHA ALEJANDRO ÁLVAREZ E LEONARDO
Alejandro Álvarez Gutiérrez e Leo Medal Rionda trocaram de papéis na prova de 1,30 metro da competição 2 *. Os asturianos foram o primeiro e o segundo, respectivamente, no Lexus Trophy, exatamente o oposto do Inaugural Trophy, onde a medalha foi colocada à frente de Alvarez na sexta-feira.

Os dois repetiram a prova e foram os únicos que terminaram sem penalidades. Califa Sa levou Alejandro à vitória com um tempo de 59,53, e Eyre de Saro aproximou-se de Leo até 60,62. Depois deles, no terceiro degrau do pódio, Maria López de la Vara, com 65,53 segundos.

 

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.