Por Fora
das Pistas

Notícias

Foto: AgroEffective/Divulgação

23 de maio de 2017

Leilão da Santa Edwiges quebra recordes na raça Crioula

A noite do dia 19 de maio de 2017 vai ficar marcada na história da raça Crioula. Comemorando 40 anos de criação, a Cabanha Santa Edwiges, de São Lourenço do Sul (RS), realizou um leilão que lotou o Tatersal do Cavalo Crioulo do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), que fechou com recordes. O faturamento foi de R$ 8,9 milhões na venda de 37 lotes de exemplares que foram colocados em pista, superando o número de R$ 6,6 milhões obtido em um leilão da raça em 2013. A média também superou as expectativas, chegando a R$ 240,72 mil.

Também foi quebrada a marca de lote mais valorizado com venda no recinto. O garanhão Equador de Santa Edwiges teve 21 cotas comercializadas que totalizaram o valor de R$ 6,97 milhões, com diversos investidores, incluindo dois novos entrantes na raça, dividindo a compra. O cavalo já produziu vencedores na raça Crioula como JA Libertador, campeão do Freio de Ouro 2015, JA Impecável, Freio de Bronze em 2014, JA Impulso, Reservado Grande Campeão da Expointer, entre outros animais premiados.

O remate atraiu compradores de diversos Estados brasileiros como São Paulo, Mato Grosso, Goiás, além de Uruguaios e até brasileiros radicados no México. De acordo com o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que conduziu as vendas na noite, apesar do momento de turbulência política e econômica do país, o resultado surpreendeu positivamente a todos os promotores. “É o maior leilão da história do Cavalo Crioulo, considerando o faturamento e a venda do Equador de Santa Edwiges. É um leilão que vai marcar a todos por muitos anos como um divisor de águas”, salienta.

O promotor do remate e um dos proprietários da Santa Edwiges, José Antônio Anzanello, lembrou do trabalho que iniciou com o seu pai, Daniel Anzanello, que começou a história de sucesso da Santa Edwiges, vencedora de nove títulos do Freio de Ouro e um título do Freio da FICCC, além de três Freios de Prata e três Freios de Bronze e seis Bocais de Ouro. “Queríamos fazer um leilão que marcasse principalmente para meu pai ver que o trabalho que ele começou é um trabalho relevante. E acho que este presente para ele eu consegui dar”, ressalta.

A noite também foi de homenagens. A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), por meio de seu presidente, Eduardo Suñe, anunciou que o criador Daniel Anzanello será o primeiro a integrar o Hall da Fama da entidade que ficará no Tatersal do Cavalo Crioulo. A Trajano Silva Remates, pelos 29 leilões de parceria com a Santa Edwiges, entregou um quadro feito pelo artista plástico José Acuña retratando a imagem do casal Daniel e Laurinha Anzanello.

Fonte: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

  • Compartilhe
  • <