Por Fora
das Pistas

Notícias

Maria Luiza Martha Vieira, 16 anos e mais nova da equipe Artem, pode chegar ao título antecipado do ranking do Longines XTC neste final de semana (foto Emerson Emerim)

26 de setembro de 2019

Jovens talentos podem ser campeões do Longines XTC, ao lado de cavaleiros olímpicos e veteranos

Imagine uma corrida de Fórmula 1 que tivesse equipes com pilotos da principal categoria do automobilismo mundial misturados com pilotos de F-3, F-2 e até kartistas – e todos fundamentais para o bom resultado do time. Assim é o Longines Extreme Team’s Challenge (LXTC), nova e emocionante modalidade de competição por equipes que coloca cavaleiros e amazonas profissionais, com vitórias em Jogos Pan-Americanos e Olímpicos, lado a lado com jovens promessas e amadores extremamente competitivos e com nível de habilidade altamente qualificado.

O evento foi criado e está sendo organizado pelo cavaleiro olímpico Alvaro Affonso de Miranda Neto, o “Doda”.

Os talentos mirins são extremamente jovens, alguns com até 13 anos. É o caso da caçula da competição, a amazona da categoria mirim Maria Eduarda Botelho Rosa Vianna, que completou 13 anos em agosto e faz parte da equipe Aurum, que ocupa o quinto lugar do Ranking do Longines XTC com chances matemáticas de chegar ao título na última etapa, em novembro, no Rio de Janeiro. A garota começou no hipismo aos 6 anos e treina 5 vezes por semana no Centro Hípico Granja Viana.

Apesar da pouca idade, já conquistou alguns títulos: é campeã paulista de Amazonas, vice-campeã brasileira e vice-campeã sul-americana no Chile, em 2018. Participou de 2 provas de 1,20 m do LXTC, ao lado dos técnicos Everaldo Duarte e Rafael Ribeiro. Apesar do nervosismo, diz que se saiu bem. “Espero fazer minha parte e zerar para ajudar a equipe no geral. Eles, os técnicos, falaram que estavam orgulhosos. Quero continuar no esporte, melhorar minha montada, aprender novas técnicas e sonho ir para uma Olimpíada”, conta Maria Eduarda.

“O hipismo é um esporte que exige muita dedicação e ela é responsável e gosta de competir. O Longines XTC tem integração entre seniores e jovens, é um campeonato bacana, de troca de experiências. Quando ela foi convidada pelos técnicos para ingressar no novo projeto do Doda, ficou muito emocionada, ela é a mais nova”, reforça Monica Vianna, mãe de Maria Eduarda. O time da garota ainda tem chance de ficar entre as três equipes do pódio e está lutando pelo vice-campeonato ou o Bronze.

Olimpíada também é um sonho para Vivian Katherine Park Kang, de apenas 13 anos. A amazona da categoria Mirim compete no LXTC na equipe Opus, ao lado do veterano José Luiz Guimarães. Com rotina de gente grande, Vivian treina seis dias por semana na Hípica Santo Amaro. Participou de duas etapas do LXTC – na 1ª etapa, quando o time Opus foi o vencedor, Vivian zerou a pista. “É um campeonato inclusivo, onde todo mundo faz parte da mesma equipe. Se os mais jovens que saltam 1,20 m e 1,30 m não fizerem sua parte, a equipe não classifica para a final”, diz Vivian.

“Ver os ídolos é muito diferente de estar saltando ao lado deles como equipe em um campeonato”, confirma Augusto Bonotto Perfeito, de 14 anos, sobre a participação no LXTC. O jovem cavaleiro tem a responsabilidade extra de competir no time Exitum, que tem o cavaleiro olímpico Stephan Barcha como parte da equipe.

Augusto, que é da categoria Pré-Junior, começou no hipismo aos 7 anos, na Escola de Equitação da Sociedade Hípica Porto-Alegrense (SHPA). Foi aluno de Cláudia e Camilo Petrarca e de Lucas Brambilla. Desde de 2017, é aluno do “colega” de equipe Stephan Barcha, em Brasília. “É realmente um privilégio estar ao lado de um atleta olímpico e que salta em alto nível no Brasil e no exterior. Me espelho nele e tenho aprendido muito”, comenta Augusto.

Para ele, o LXTC está mudando a ideia de que o hipismo é um esporte puramente individual e trouxe o conceito de time e união para alcançar um objetivo, com a participação dos mais novos. “Nós estamos na competição com os profissionais, passamos por toda a preparação e tensão que envolve uma disputa deste nível, nos envolvemos na estratégia de cada etapa para saber qual o melhor time para cada momento. Esta proximidade com nossas referências no esporte traz um aprendizado a mais, pois os jovens conseguem ver os profissionais aplicando aquilo que eles tentam nos passar nas aulas. É como ter uma aula numa situação real”, destaca Augusto.

O companheiro de equipe, professor e cavaleiro olímpico Stephan Barcha reforça a importância dos mais jovens nos times do campeonato e também o estímulo às promessas do esporte.

“A participação de jovens talentos no XTC dá sentido ao campeonato porque além do fomento ao esporte, cria mais participações nas categorias de base. Com interação entre jovens e experientes, às vezes ídolos das crianças, viramos parceiros dentro da equipe. Nós, profissionais, precisamos do resultado destes jovens para chegar a 1,40 m de altura da final. Eles são fundamentais. Sem eles, ficaríamos sem oportunidade de chegar à final”, reforça Barcha. Além de Augusto, o time Exitum conta com João Felipe de Albuquerque Maranhão Gomes, de 15 anos, também aluno de Barcha.

O nervosismo também não é exclusivo dos mais novos. “Todo mundo fica com frio na barriga, é um esporte de 90 segundos. Sabemos que dependemos daquele minuto para ter um bom resultado”, reforça Barcha.

“Quando fico nervosa, fico mais focada”, ensina a amazona Maria Luiza da Silva Martha Vieira, de 16 anos. A jovem da categoria Pré-Junior é a integrante mais nova da equipe Artem, que pode conquistar antecipadamente o primeiro título do Ranking do Longines XTC com uma vitória neste sábado (28/09), às 16 horas, na final da penúltima etapa do campeonato, que será realizada na Sociedade Hípica Paulista. “Se der tudo certo e ganharmos, vai ser uma festa”.

Das 5 etapas do campeonato, Maria Luiza participou de 4, só não esteve na prova de Curitiba, em abril. Saltando 1,20 m. (Q1) e 1,30 m. (Q2) zerou a pista em praticamente todas as provas – teve apenas 1 falta na 4ª etapa, ao saltar 1,30m. “Tinha que garantir o zero e fico muito nervosa. Confio muito na minha equipe e acho que tenho que fazer a minha parte. Aprendo muito, assisto a todas as provas e torço para nosso time”, conta a jovem de 16 anos, que tem como companheiro na Artem o experiente Artemus de Almeida, que foi o único de toda a competição a zerar a pista nas cinco finais realizadas.

A amazona treina de segunda a sexta no Santa Rosa Centro Hípico, em Bauru (SP), que pertence à família. É campeã sul-americana pré-junior 2018, campeã brasileira pré-junior 2019 e sonha saltar em uma Olimpíada. “Preciso ainda de muito treino, saltar alturas maiores, participar dos GPs mais difíceis da Europa”, explica Maria Luiza.

“O conceito do Longines Extreme Team’s Challenge permite juntar em uma mesma equipe cavaleiros profisionais, alguns com larga experiência internacional e vitórias em Jogos Panamericanos e Olímpicos, com jovens das categorias de base, que no futuro certamente representarão o Brasil nas principais competições internacionais, e também com amadores. Esta proximidade ao longo de toda a temporada, com consequente transmissão de know-how e intercâmbio de experiências, certamente irá elevar o nível técnico do esporte no Brasil”, reforça o cavaleiro olímpico Alvaro Affonso de Miranda Neto, o “Doda”, idealizador do campeonato.

Este é o programa oficial da sexta etapa do Longines XTC, na Sociedade Hípica Paulista:

Quinta-feira (26/09)
12h00: Qualificatória 1, série 1,20 metro, categorias MR/JC/AM/M
15h00: Qualificatória 2, série 1,30 metro, categorias JCT/PJR/AMT/MT
Sábado (15/06)
16h00: Final Longines XTC, série 1,40 metro, categorias JR/YR/SR

Esta é a classificação atual do Ranking Longines XTC antes da 6ª etapa:
1º) Team Artem, 131 pontos
2º) Team Exitum, 102 pontos
3º) Team Opus, 94 pontos
4º) Team Crystallini, 89 pontos
5º) Team Aurum, 80 pontos
6º) Team Fortuna, 75 pontos
7º) Team Vitae, 66 pontos
8º) Team Auxilium, 52 pontos
9º) Team Imperium, 50 pontos
10º) Team Passion, 49 pontos
11º) Team Opportuna, 49 pontos
12º) Team Equus, 39 pontos
13º) Team Audacius, 34 pontos

 

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.