Por Fora
das Pistas

Acontece

José Roberto, agora tetra, faturou o tri consecutivo com Azarel  (Luis Ruas) Alta | Web

30 de setembro de 2019

José Roberto Reynoso Filho é 1º tetracampeão do GP Internacional Indoor em 29 anos

Ao final da tarde desse domingo, 29/9, o GP Troféu Jayme Loureiro Filho, a 1.50/1.55m, do Concurso de Salto Internacional de Saltos – CSI-W Indoor – foi a principal disputa fechando o sexto e último dia de competição na Sociedade Hípica Paulista. Sagrou-se tetracampeão o cavaleiro olímpico José Roberto Reynoso Fernandez Filho, que apresentou Azrael W, finalizando as duas voltas com apenas uma falta no segundo percurso, em 64s74. José Roberto já havia vencido o mesmo Grande Prêmio em 2010, 2017 e 2018, sendo tricampeão consecutivo com a mesma montaria, o alazão Azrael W, um sela holandês de 14 anos.

“Estou muito honrando e feliz em vencer mais uma vez esse GP perante casa cheia na Sociedade Hípica Paulista. O Azrael realmente nasceu para vencer e ser meu”, declarou o campeão que também é tricampeão do ranking brasileiro senior top 2015/2016/2018 e agora assumiu novamente a liderança após 5 de 9 etapas em 2019. Esse ano o GP passou a ter um Troféu Perpétuo que leva o nome de Jayme Loureiro Filho, ex-presidente da SHP responsável pela construção do picadeiro coberto inaugurado em 1965. Romeu Ferreira Leite, presidente da Sociedade Hípica Paulista e organizador e idealizador do Indoor já em sua primeira edição, premiou José Roberto com Troféu Perpétuo Jayme Loureiro Filho por ter vencido a disputa três vezes. O tetracampeão agora também levou para casa o Troféu Transitório que será de posse do próximo tricampeão.

Dos 22 conjuntos na 1ª volta, 12 habilitaram-se para a 2ª passagem entre os quais cinco sem faltas e sete com uma falta (4 pontos) para a 2ª e decisiva rodada com armação do course-designer internacional Frederic Cottier, cavaleiro campeão mundial e medalhista olímpico. “Gosto de armar a favor dos cavalos e deixar a dificuldade para o cavaleiros”, comentou o experiente francês.

Na 2ª passagem nenhum dos concorrentes conseguiu terminar sem penalizações. O jovem talento goiano Alberto Sinimbu com Quidam Forever, que também havia zerado a primeira volta, também registrou um derrube na segunda, em 66s72 conquistando o vice-campeonato. Vindo com 4 pontos da primeira passagem, o carioca Thiago Mattos e Sulki do Santo Antônio não cometeram faltas nos obstáculos, mas tiveram um ponto perdido por excesso de tempo marcando 69s24 na segunda volta, terminando a competição em 3º lugar.

O 4º posto do pódio ficou com o brasiliense Flavio Grillo Araujo e Lorentino JMen, com o tempo de 70s03 e cinco pontos perdidos. Todos representando o Brasil. A disputa distribuiu R$ 120 mil reais em premiação e além do ranking senior top também foi válido como seletiva da liga sul-americana para final da Copa do Mundo 2020, em Las Vegas, EUA.

Pódio Grande Prêmio CSI-W Indoor
Campeão José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W – 0/4 -4/64s74
Vice Alberto Bento Sinimbu / Quidam Forever – 0/4 – 4/66s72
3º Thiago Mattos / Sulki do Santo Antônio – 4/1 -5/ 69s24
4º Flavio Grillo Araujo / Lorentino JMen – 0/5 – 5/70s03
5º Tomas Podolsky Rossilho / Juice & Toast Elodice van het Hellehof TPR – 4/5 – 9/70s18
6º Thiago Mattos / Hermes do Santo Amtonio – 4/5 – 9/71s98

Os 29 campeões do GP World Cup Qualifier
1992 – Vítor Alves Teixeira / Zurkis
1993 – Ivan Camargo / Dollar
1994 – André Johannpeter / Calei Joter
1995 – Vítor Alves Teixeira / Phanton
1996 – Rodrigo Pessoa / Rose Garden
1997 – Vinícius da Motta / Coca Cola lWendy
1998 – Doda Miranda / J Carofna
1999 – Bernardo Resende Alves / Visa Tucu Tucu Joter
2000 – Bernardo Resende Alves / Visa Diva Joter
2001 – Claudia Itajahy / Van Gogh
2002 – Rodrigo Ullman Lima / La Vida do MM
2003 – Tomás Rossilho / My Eve
2004 – Rodrigo Sarmento / Sultan
2005 – André Américo de Miranda / Salamandra Chapman Rouge
2006 – José Luiz Guimarães de Carvalho / VDL Olympia Polana
2007 – Loisse Garcia / Prosper Phillip
2008 – Francisco Musa / Werca
2009 – Karina Johannpeter / Donna D
2010 – José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Gina JMen
2011 – Luiz Francisco de Azevedo / Cashmere W
2012 – Felipe Juares de Lima / Forest Phinox
2013 – Yuri Mansur Guerios / Deulyz
2014 – Artemus de Almeida / Zarisma
2015 – Marcello Ciavaglia / Queenie
2016 – Cesar Almeida / Zojasper Império Egípcio
2017 – José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W
2018 – José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W
2019 – JOsé Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W

Imprensa CBH

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.