Por Fora
das Pistas

Notícias

28 de novembro de 2015

Jóquei brasileiro é campeão em esporte tradicional britânico

No país das tradições, essa é uma das mais antigas e um prazer declarado da Rainha Elizabeth II, que monta, cria e torce. A monarca é presença garantida nas famosas corridas de Ascot, onde as mulheres se enfeitam e os jóqueis se exibem.

No turfe britânico, os melhores atletas e seus cavalos, são tratados como semi-deuses. O esporte, que injeta quase 4 bilhões de libras na economia todos os anos, só perde pro futebol em números de espectadores. E existem até dois canais de televisão dedicados exclusivamente às corridas.

Nos últimos anos, os locutores ingleses tiveram que aprender um novo nome: Silvestre de Sousa. E agora o brasileiro levantou o troféu de campeão. Um reconhecimento às 132 vitórias na temporada – bem mais do que o segundo colocado, que só ganhou 96. A conquista foi comemorada ao lado de quem mais importa: o filho, a mulher e a mãe.

“É muito orgulho. Quando eu penso na minha carreira, da onde eu comecei pra onde eu estou hoje, é uma história muito longa”, diz o jóquei Silvestre de Sousa.

História que começou no Maranhão, ao lado de nove irmãos. Silvestre só foi montar o primeiro cavalo de corrida aos 17, em São Paulo. Logo depois, veio o convite para treinar na Europa. A língua foi uma barreira, o frio, também. Mas Silvestre gosta de superar obstáculos. E a saga do jóquei que prefere montar cavalos azarões está apenas começando.

“Nunca desista dos seus sonhos. Quem sonha tem capacidade de chegar a qualquer lugar. Talvez eu nunca sonhei tão grande que nem onde eu estou hoje. Mas eu sempre sonhei em ser alguém”, afirma Silvestre.

Fonte: G1

  • Compartilhe
  • <