Por Fora
das Pistas

Notícias

Centro Equestre de Tryon; foto: divulgação/reprodução

1 de julho de 2017

Jogos Equestres Mundiais 2018 Adestramento: Critério de Qualificação

A CBH vem, por meio desta, divulgar as regras para o processo seletivo para a formação da equipe, que representará o Brasil nos Jogos Equestres Mundiais de 10 a 23 de setembro de 2018, em Tryon – USA.

O Processo de seleção se inicia em 01 de janeiro de 2017.O final do processo de seleção será na última data permitida pela FEI para qualificação (será divulgada oportunamente pela FEI).

Todos os cavaleiros postulantes à vaga na equipe devem atingir o índice mínimo exigido pela FEI, assim como cumprir todas as regras exigidas pela Entidade para participação do evento, tais como certificado de capacidade, idade mínima do cavalo e cavaleiro, propriedade do animal, condições sanitárias, etc.

A equipe convocada será composta por 04 (quatro) integrantes titulares e 01(um) reserva. Em princípio só viajarão os 04 (quatro) conjuntos titulares.

Será observado os resultados no Grand Prix Test.

Serão observados os CDI3* ou de maior nível realizados no país ou no exterior, dentro do prazo de classificação estipulado acima, desde que tenham como membro do Júri de Campo pelo menos um juiz “ O” 5 * (cinco estrelas).

Cavaleiros competindo no exterior devem comunicar à CBH em quais provas pretendem ser observados com antecedência de 10 dias.

Para que a observação seja validada o cavaleiro deve enviar num prazo de até 07 (sete) dias, após a prova:

a) O resultado final oficial da mesma;
b) As súmulas com notas e comentários de todos os juízes;
c) Recomenda-se que enviem o vídeo da prova.

Esse material deve ser enviado para os e-mails adestramento@cbh.org.br e valdir@cbh.org.br .

Resultados não enviados e / ou recebidos fora do prazo não serão considerados.

A escolha da equipe será feita de forma subjetiva, pela Comissão Técnica nomeada pela CBH que será composta pelo Presidente da CBH, Técnico da Equipe, Chefe de Equipe e veterinário da Equipe.

A equipe será selecionada e divulgada pela comissão técnica da CBH até o ultimo dia permitido pela FEI.

Os proprietários dos animais que fizerem parte do processo observatório deverão dar o seu “ de acordo” com as condições estabelecidas pela CBH.

Os cavaleiros interessados em integrar a Equipe de Adestramento do Brasil deverão firmar e cumprir o Código de Conduta do Atleta.

Serão coletadas amostras para exame de antidopagem de cavalo e concorrente a qualquer momento do processo observatório. Aqueles que apresentarem resultado positivo em teste de antidopagem estarão automaticamente descartados do processo de observação.

Os animais participantes do processo observatório poderão ser, a qualquer momento, submetidos a exames, conforme protocolo emitido pelo departamento veterinário da CBH.

Todos os cavalos para serem aceitos na equipe deverão ser avaliados e aprovados pelo veterinário designado pela CBH.
Os casos omissos dessa regulamentação serão resolvidos pela Comissão Técnica designada pela CBH.

São Paulo, 2 de junho, 2017.
Diretoria Técnica CBH

  • Compartilhe
  • <