Por Fora
das Pistas

Notícias

João Victor Marcari Oliva montando o Lusitano Xamã dos Pinhais: o conjunto soma três índices olímpicos (Fotos: Rui Pedro Godinho/Divulgação)

27 de abril de 2016

João Victor Marcari Oliva registra em Hagen mais dois índices olímpicos

Dois cavalos, dois novos índices. Este o resultado da participação do cavaleiro paulista de 20 anos noCDI4* Hagen, na Alemanha. Montando o warmblood Haddington KHR no Grand Prix da sexta-feira, 22/4, o atleta militar – Sagtº Oliva – registrou 65.080% de aproveitamento; no dia seguinte (23) voltou a alcançar o índice (64.760%), desta feita montando o Lusitano Xamã dos Pinhais.

Medalha de bronze por equipe nos Jogos Pan-americanos de Toronto 2015, o atleta que faz parte do Ilha Verde Team começou sua jornada em busca de índices olímpicos em setembro de 2015, sempre participando de Concursos de Dressage Internacional (CDI) no circuito europeu. João Victor já participou de oito CDIs neste período distribuídos por Alemanha, Bélgica, França e Holanda. Foram cinco CDIs categoria 4 estrelas, dois CDIs3* e um CDI5*.

Atualmente, João Victor, que mora na Alemanha, é o atleta com maior número de índices somados, 11, entre todos os candidatos a vaga olímpica. Com o cavalo Haddington KHR soma seis índices, com Xamã dos Pinhais são três índices e com o também Lusitano Signo dos Pinhais são dois índices.

O índice mínimo estabelecido pela Federação Equestre Internacional (FEI) é de 64% na média final de sua apresentação e na avaliação de um juiz nível olímpico. Já a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) estabeleceu 69% como índice desejável. Para se habilitar a uma vaga na equipe brasileira de Adestramento, o conjunto (cavalo/cavaleiro) precisa registrar o índice mínimo da FEI em pelo menos dois diferentes Concursos de Dressage Internacional.

Novos desafios
No próximo fim de semana os dois atletas do Ilha Verde Team retornam à pista no CDI3* Saumur, na França. João Victor volta a montar Haddington KHR e estreia com o Lusitano Zodiac dos Diamantes. Rogério Clementino retorna às pistas com Bravíssimo e o Lusitano Signo dos Pinhais.

O Concurso de Dressage Internacional de Saumur chega a sua 14ª edição reunindo a elite mundial da modalidade com representantes de vinte países. O Grand Prix, válido como seletiva olímpica, acontece na sexta-feira, 29/4, e será dividido em dois grupos: o primeiro entra em pista a partir das 08h30 (03h30 no Brasil) e o outro às 14h00 (09h00 no horário brasileiro).

Organizado pelo Instituto Francês do Cavalo e da Equitação (IFCE), o CDI3* Saumur tem como palco a Escola de Equitação Nacional, a “Meca” da equitação francesa de tradição.

Fonte: Rute Araújo

  • Compartilhe
  • <