Por Fora
das Pistas

Acontece

Giovana Pass

16 de maio de 2016

Giovana Pass, 18, e Zingaro de Lyw, são os vencedores do Grand Prix Special no CDI3* SHP

Nesse domingo, 15/5, a Final do Concurso de Adestramento Internacional, válido como 2ª de três observatórias olímpicas em solo brasileiro, e a série Nacional agitaram a Sociedade Hípica Paulista. Depois da sexta-feira, 13/5, em que três conjuntos garantiram o segundo índice de qualificação olímpica no Grand Prix, os mesmos três voltaram a ter uma boa atuação na reprise Grand Prix Special.

Dessa vez, a vitória ficou com a jovem amazona Giovana Pass, 18, apresentando Zingaro de Lyw, vencedora do Grand Prix em 18/3 e 2ª colocada no Grand Prix em 13/5, que registrou a média final 68,020%.

O 2º posto coube a Leandro Silva montando Di Caprio, 3º colocado no Grand Prix em 13/5, computando 67,569%. Já o 3º posto foi de Sarah Waddell com sua nova montaria Quixote Arco Polo Z, vencedora do Grand Prix em 13/5, totalizando 65,147%. Leandro foi 6º colocado individual no Pan 2015 e ao lado de Sarah, João Victor Oliva e João Paulo dos Santos integrou a equipe medalha de bronze.

O julgamento esteve a cargo dos juizes Leif Tornblad, da Dinamarca, e Elizabeth McMullen, do Canadá, ambos de nível olímpico, ao lado de Mercedez Campdera Alatore, do México, Max Piraino Lyon, do Chile, Sandra Smith de Oliveira Martins, da Argentina, e da brasileira Claudia Moreira de Mesquita. Lembrando que o índice de qualificação olímpico junto a Federação Equestre Internacional (FEI) é de no mínimo 64% de aproveitamento junto a um juíz de nível olímpico e média final ou superior a esse mesmo índice (a reprise válida para efeito de índice é o Grand Prix).

Nesse domingo, 15, o francês Bruno de Certaines com Finesse foi o vencedor da Small Tour Freestyle Inter I, 66,250%. Na categoria Young Rider, a campeã foi a argentina Maria Menzi Battican com Bastão do Mito, 67,200%. Enquanto o brasileiro Mauro Pereira da Silva Junior estreou no Freestyle Grand Prix com Banzai AMM garantindo a 1ª colocação, 62,325%. Na série Nacional, a pequena amazona Victoria Baptista de Oliveira com Darios venceu a categoria Mirim, 63,600%, e Carolina Michelete Peregrino com Lanciano foi a 1ª colocada na categoria Amador Top, 59,525%.

De olho nos Jogos Rio 2016

Acompanharam a disputa Luiz Roberto Giugni, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), Mariette Whitages da Bélgica, treinadora do Time Brasil de Adestramento, Marcelo Servus, veterinário da equipe brasileira, e Marcelo Vasconcellos, chefe de equipe.

“Acho que tivemos um bom Concurso aqui na Hípica Paulista, que recebe também a última observatóra olímpica no país no início de junho. Estamos avaliando atentamente o desempenho de todos os conjuntos em atividade Exterior e no Brasil e, somente ao final, teremos um quadro mais completo”, comentou Giugni.

Um forte grupo do Adestramento brasileiro disputa uma vaga na equipe brasileira em Concursos no circuito europeu dentre os quais quatro já computam o mínimo e mais de dois índices olímpicos: João Victor Oliva, atual campeão sul-americano, os irmãos Luiza, amazona que já tem duas participações olímpicas, Pedro e Manuel Tavares de Almeida.

Entre 2 a 5/6, a Sociedade Hípica Paulista recebe a 3ª e última observatória olímpica do Adestramento em solo nacional. A centenária casa também será palco do Prêmio Hipismo Brasil na noite da sexta-feira, 20/5, que premia os melhores do ranking 2015 da CBH em nove modalidades.

Fonte: SHP

  • Compartilhe
  • <