Por Fora
das Pistas

Notícias

Daniel Schneider; Foto: Cegafe/Divulgação

7 de julho de 2016

Gestão de pessoas traz resultados para criatórios de equinos

A criação de equinos tem se tornado um negócio rentável e vem exigindo dos criadores cada vez mais um nível de profissionalização maior. Dentro desta tendência, é importante o envolvimento de todos os trabalhadores do criatório para que os processos e as metas sejam cumpridas. O tema Gestão de Equipes de Trabalho será um dos módulos do curso sobre Administração de Cabanhas, organizado pelo Centro Gaúcho de Formação em Equinocultura (Cegafe), que ocorre nos dias 30 e 31 de julho, no auditório da Vetsul, no Parque Idelfonso Simões Lopes, em Pelotas (RS).

O coordenador do Cegafe, Daniel Schneider, ministrante da disciplina, afirma que o objetivo é criar o entendimento para todos os colaboradores da propriedade que existem metas a atingir e buscar a compreensão de cada profissional que está diretamente ligado ao cavalo, como veterinários, ferradores, vendedores de ração, entre outros. “Além disso, os proprietários precisam se familiarizar com técnicas de gerenciamento de pessoas e também poder perceber o momento certo quando surge a necessidade de intervir e planejar novos treinamentos da equipe interna, seja na reciclagem ou na qualificação mais avançada de seus funcionários”, observa.

Segundo o coordenador do Cegafe, para poder gerenciar uma boa equipe, é necessário ter o conhecimento dessas ferramentas de gestão e saber onde e como agir. Para Schneider, é necessário que o funcionário esteja inserido no negócio e possa também contribuir com todos os colaboradores. “Já passou a época de que era temerário investir no funcionário com medo de perdê-lo para o vizinho. A rotatividade está grande e, no momento que tivermos bons profissionais, não teremos problemas em caso de substituição”, analisa.

Na avaliação do especialista, este ponto sobre a gestão de pessoas no setor da equinocultura no país precisa evoluir. “As equipes estão formadas, mas falando-se em gestão, isso está sendo pouco aprofundado e não se sabe realmente sua importância. No entanto, existem algumas exceções que apresentam equipes muito bem gerenciadas”, salienta.

O curso de Administração de Cabanhas será realizado em três partes sendo a primeira em julho, a segunda em setembro e a última em novembro deste ano. Os interessados podem procurar informações e inscrições pelo site www.cegafe.com.br.

Fonte: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

  • Compartilhe
  • <