Por Fora
das Pistas

Hall da Fama

Gabriela Placco e Kaleidoscope; Foto: Duílio / Tupa Vídeo

29 de setembro de 2015

Gabriela Placco em conversa exclusiva com o PFDP. Confira!

PFDP: Quando começou a praticar o hipismo?
A primeira aula foi aos 6 anos de idade em 1986. Paixão à primeira vista.

PFDP: Já fez dentro do esporte outras modalidades? Comente.
Sim. Adestramento dos 8 aos 12 anos, o que me deu uma ótima base para o Salto. Montei cavalos de Rédeas durante um tempo. Acho importante o intercâmbio entre as modalidades e a troca de conhecimento pois, afinal, tudo gira em torno do personagem principal, o CAVALO.

PFDP: Participou das categorias de base? Alguma vitória inesquecível?
Não tive condições de ter cavalos apropriados na época, mas saltei os Campeonatos Paulista de Juniores em 1995 (3.lugar) e 1996 com cavalos emprestados.

PFDP: Acha que o esporte sofreu grandes alterações de dez anos para hoje? Comente se as mudanças foram positivas ou negativas.
Vejo que evoluímos bastante no que diz respeito à qualidade da criação, estrutura dos centros hípicos, organização dos concursos e segurança no esporte. Os percursos estão mais técnicos, os cavaleiros mais competitivos e os cavalos cada vez mostram mais qualidade.
Mas, acredito que ainda falta investimento e conhecimento nas categorias de base e na formação dos cavalos. Regulamentar a profissão e as escolas de equitação, pode garantir uma padronização e elevar o nível técnico do esporte.

PFDP: Qual foi seu melhor cavalo até hoje? Por quê? Comente filiação e conquistas.
Princess Emily do Buona Fortuna. Tive a felicidade de montar essa égua incrível desde a sua formação até as primeiras vitórias nos Grande Prêmios. Filha de BF Princess Brenda, ganhadora de muitos concursos importantes sob a sela do Totty e o famoso garanhão Emilion.

Fomos campeãs do Grande Prêmio Polana, Vice no Grande Premio Roberto Marinho, Campeãs da Seletiva para o Campeonato Mundial de Cavalos Novos 7 anos. Com ela, tive a oportunidade de saltar o Campeonato Mundial de Novos em Lanaken, Bélgica.

PFDP: Quando optou em seguir carreira no esporte? Teve algum grande ídolo ou um incentivador?  
Comecei a dar aulas para crianças aos 15 anos e aos 18 comecei a montar cavalos de proprietários. Ganhei experiência trabalhando com muitos profissionais, Claudia Itajay, Bartholomeu Bueno, Renato Junqueira, Artemus de Almeida, Nelson Pessoa e Jos Kumps. Ídolos que se tornaram grandes amigos e incentivadores.

PFDP: Qual a principal mudança que percebeu nos últimos tempos na elaboração dos percursos?
Percursos técnicos, com muitas possibilidades de lances nas linhas, angulações e curvas, exigindo controle, potência e velocidade. Obstáculos delicados e componentes cada vez mais variados.

PFDP: Se pudesse voltar no tempo, qual concurso você traria para a atualidade? Por quê?
Serra e Mar, não tive a oportunidade de saltar e todos dizem que era incrível.

PFDP: Onde monta atualmente?
Haras Jahu, em Vargem Grande Paulista.

PFDP: Qual é a sua rotina de treinos?
Estou no Haras Jahu diariamente das 8:00 as 16:00. Tenho cavalos jovens sendo iniciados e alunos de níveis e objetivos variados. Temos picadeiro coberto, pista de salto, pista de adestramento pista livre e uma grande área verde, o que possibilita variar o trabalho e o ambiente, promovendo o desenvolvimento apropriado e o bem- estar dos cavalos e alunos.

Como parte do meu treinamento físico, realizo treinos de musculação, capoeira, ioga, alongamento e corrida.

PFDP: Qual a é sua programação para o ano em curso?
Tive viagem marcada para a Europa com alguns clientes. Fomos ao VDL conhecer a criação, ao GCT Valkenswaard e montar cavalos em maneges de amigos. Acho muito importante a constante atualização e reciclagem do conhecimento para meu desenvolvimento e evolução como amazona e profissional.

Nesse segundo semestre quero “rodar” com os cavalos jovens e acompanhar os alunos nas competições.

PFDP: Qual é a principal meta a ser cumprida?
Evoluir sempre, como ser humano e profissional. Amo as pessoas e os cavalos, e assistir e ajudar no crescimento de cada um é o que me faz feliz.

PFDP: Conta com quais cavalos para as provas fortes da temporada?
Agora tenho somente cavalos jovens para iniciar e ficarei fora das provas fortes por algum tempo. Mas nunca se sabe… rs.

PFDP: Se pudesse montar qualquer cavalo do mundo, qual seria? Comente!
Na verdade estou montando…rss… é uma filha da Princess Emily, Mercedes des Flandres. Acompanhei todo o processo de criação e agora estou realizando sua iniciação. É o trabalho que me traz mais satisfação.

PFDP: Para encerra, conte-nos alguma vitória/prova que foi inesquecível!
Com certeza a vitória no GP Polana em 2011. Eu vinha de meses de recuperação de uma lesão grave e uma cirurgia resultado de uma queda em um concurso. Foi nossa estreia em GPs e ainda conquistamos a vitória.

 

  • Compartilhe
  • <