Por Fora
das Pistas

Notícias

Desaparecido desde o dia 2 de julho, animal estava guardado em um campo no Bairro Santa Fé

12 de agosto de 2017

Furto de cavalo deixa garoto sem equoterapia em Rio Pardo

Natural de Rio Pardo, o técnico em segurança do trabalho Darlan Valdoir Bernardes, de 47 anos, busca por um cavalo que foi furtado no mês passado. O animal é especial, já que seria usado no tratamento do seu filho, Jordan, de 11 anos.

Jordan não tem o movimento das pernas desde o nascimento. O cadeirante sofre de mielomeningocele, doença conhecida como espinha bífida, uma má-formação congênita da coluna vertebral. As meninges, a medula e as raízes nervosas de Jordan nasceram expostas. Ele é um caso raro: no Brasil, são registrados menos de 150 mil por ano. A doença não tem cura.

Jordan é acompanhado por médicos e fisioterapeutas desde o nascimento. Para garantir a firmeza da musculatura, a criança passa por diversos tipos de terapia e uma delas é feita com cavalos. De acordo com Darlan, o filho chegou a fazer equoterapia há um ano e meio para garantir o equilíbrio no tronco. Mas a égua que usava acabou morrendo, e o menino passou a depender da boa vontade de conhecidos que emprestassem animais.

Jordan necessita da terapia.

Dessa forma, ele já não faz a equoterapia com tanta frequência. “Adquirimos esse cavalo justamente para ele fazer”, comentou Darlan. Além disso, Jordan faz outros tratamentos paralelos, como fisioterapia e hidroterapia. Ele também participa do Basquete em Cadeira de Rodas, programa promovido pela Aspede, em Santa Cruz do Sul. “A gente mantém ele muito envolvido e com muita atividade física”, comentou o pai.

A família adquiriu o animal quando um colega de trabalho de Bernardes passava por dificuldades financeiras. Ele precisava pagar um documento, mas, sem dinheiro, Darlan resolveu quitar a dívida. Mais tarde, o colega dele acabou sendo demitido e, para fazer o reembolso, ofereceu o animal ao técnico.

O cavalo nem chegou a ser usado por Jordan, já que estava tratando um problema na pata. O animal estava guardado no campo de um amigo de Darlan, localizado no Bairro Santa Fé, às margens da BR-471, em Rio Pardo. Eles deram pela falta dele no dia 2 de julho e passaram a procurá-lo. Sem sucesso, uma ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia.

Jordan chegou a ganhar uma égua de um amigo da família. Mas Darlan ainda espera encontrar o animal perdido, já que ele é muito manso. Até o momento, a equoterapia gerou resultados positivos para o menino. “Não posso dizer que houve um regresso, não. Mas posso dizer que houve um progresso enquanto ele estava fazendo”, diz o pai.

Fonte: GAZ – Por: LUIZA GOULART

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.