Por Fora
das Pistas

Notícias

5 de fevereiro de 2017

FEI confirma 7 casos de doping nos Emirados Árabes Unidos

A Federação Equestre Internacional através de um comunicado no dia 3 de Fevereiro, confirmou 7 resultados positivos no controle de anti-doping realizados em competições de Enduro  disputadas em finais de 2016 e início de 2017 nos Emirados Árabes Unidos. Os cavalos foram testados em quatro provas diferentes em Abu Dhabi.

Estes 7 cavalos testaram positivo a quatro substâncias: cafeína e seus metabolitos, teofilina, teobromina e paraxantina. Um dos cavalos também acusou flumetasona, um anti-inflamatório indicado para o tratamento de dermatose.

As substâncias teofilina, cafeina e teobromina estão registradas como medicamentos controlados pelas regras da FEI, enquanto a paraxantina é considerada uma substância proibida.

As amostras colhidas do cavalo Rafix de Kerpoint, da  irlandesa Amy Louise McAuley, durante o CEI2* (120kms) para amazonas (26/11) em Al Wathba, deram um resultado positivo às quatro substâncias.

Resultados idênticos surgiram em duas provas realizadas durante o CSI2* de Al Wathba (120kms) em 17 de Dezembro: Castlebar Lighting, montado pelo Saeed Sultan Shames Al Maamri, de UAE), Intisaar (montada do Sheikh Rashid Dalmook Al Maktoum (EAU) e Mraseel (do Sheikh Sh Hamed Dalmook Al Maktoum (EAU). O cavalo Mraseel acusou ainda positivo a flumetasona.

No CEI2* de Al Wathba (24/12), o cavalo Salam Banquetol montada de Abdulla Ghanim Al Marri (EAU), testou positivo às 4 substâncias, assim como Tom Jones TE de Abudulla Al Mari e Aspenview Amir, de Saeed Ahmad Al Harbi no CEI2* 120kms em Al Wathba.

Os sete atletas e os treinadores Ismail Mohd, Khalifa Ghanim Al Marri e Mohd Ahmed Ali Al Subose, foram provisoriamente suspensos (30/01/17) e os 7 cavalos suspensos durante 2 meses.

Fonte: Equisport

  • Compartilhe
  • <