Por Fora
das Pistas

Notícias

22 de abril de 2015

ExpoLondrina 2015 termina acima da expectativa dos organizadores

A 55ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina (ExpoLondrina), no norte do Paraná, terminou com um balanço inicial “acima da expectativa” dos organizadores, segundo a Sociedade Rural do Paraná (SRP), organizadora da feira. A ExpoLondrina 2015 terminou no domingo (19), completando 11 dias de evento.

Apesar das incertezas na economia atual, que preocupou os organizadores, a expectativa da direção da SRP é que os números superem os R$ 400 milhões em negócios, como era previsto inicialmente. Mais de 1 mil estandes foram alugados, o que representa um aumento de 5% na área disponibilizada para vendas.

“A maioria dos segmentos vai surpreender com os números. A gente vai fazer uma pesquisa durante 10 dias. No financiamento de máquinas pesadas a gente já tem uma noção de que teve um pouco mais de dificuldade para realizar muitos negócios, mas tem várias máquinas fechadas de mais de R$ 1 milhão. A exposição de Londrina é isso. As pessoas conseguem levar para casa uma lembrancinha de dez reais ou uma máquina de R$ 1,3 milhão”, diz o presidente da SRP, Moacir Sgarioni.

Representantes de alguns setores também apresentam otimismo com os números. No setor pecuário, os produtores esperam que os valores individuais, por animal, sejam de 35% a 40% acima do alcançado no ano passado.

Sobre as linhas de financiamento ofertadas na feira, as instituições destacam um fechamento acima das metas estabelecidas inicialmente. Já as concessionárias de veículos também comemoraram os resultados alcançados, tanto no número de visitantes aos estandes como na quantidade de negócios fechados.
saiba mais

De acordo com a SRP, mais de 500 mil pessoas passaram pelo Parque de Exposições Governador Ney Braga já no final da primeira semana de evento. Ao todo, 152 grupos foram recebidos em visitas gratuitas, somando mais de 7 mil estudantes de escolas municipais, estaduais e técnicas, além de idosos.

“É um evento popular, e nós nos empenhamos para fazer essa integração entre campo e cidade. Nós entendemos que Londrina é uma cidade de 80 anos, e que 70% da população ainda tem algum laço com o campo. Nós não podemos nos distanciar disso”, explica Sgarioni.

O presidente da Sociedade Rural do Paraná destaca a variedade de eventos ofertados durante a ExpoLondrina. “Tivemos muitas apresentações de carroagem, de cavalos de 11 raças diferentes, o hipismo. É um evento para todos os gostos. Tivemos shows, rodeios, balada, os três ambientes de camarote. É um evento popular que tem espaço para todo mundo”, comenta.

A feira também serviu para o produtor rural que buscou conhecer novas técnicas e aperfeiçoar o trabalho. Dezenas de eventos técnicos foram realizados durante os 11 dias de ExpoLondrina. Em apenas quatro deles, realizados pela Sociedade Rural do Paraná foram cerca de 1.200 inscritos.

Além disso, a Fazendinha do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) ficou recebeu os produtores para tirar dúvidas e mostrar alternativas, como a forma de aproveitar a água da chuva e como diminuir o uso de agrotóxicos nas propriedades.

Agora, a direção da SRP já começa a pensar na ExpoLondrina 2016, que será realizada de 7 a 17 de abril. “Já temos duas empresas que querem fechar um dos pavilhões sozinhas no ano que vem.  Já temos a garantia do retorno da maioria das que vieram, e mais empresas que vem querendo disputar espaço para estar no próximo ano. A gente já tem uma esperança que o próximo ano pode ser melhor que esse”, conta o presidente da Sociedade Rural do Paraná.

Fonte: Do G1 PR, em Londrina

  • Compartilhe
  • <