Por Fora
das Pistas

Notícias

Foto: Diego Guichard/Globoesporte.com

8 de agosto de 2019

Ex-treinador do time olímpico do Brasil e dos Estados Unidos é banido do esporte

O ex-treinador equestre dos EUA, George Morris, que também no ano de 2016, treinou a equipe olímpica brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi banido da Federação Equestre dos Estados Unidos depois de uma investigação ter encontrado alegações de má conduta sexual envolvendo um menor, de acordo com autoridades.

A proibição vitalícia foi emitida pelo Centro dos Estados Unidos para SafeSports na última segunda-feira, tornando Morris, de 81 anos, proibido definitivamente de participar de qualquer evento equestre dos EUA, de acordo com o site da organização.

O SafeSport foi lançado em 2017 pelo Comitê Olímpico dos EUA como um órgão independente de investigação dedicado a proteger a segurança dos atletas.

“O Centro investigou as alegações contra Morris, julgou-as confiáveis, emitiu sua decisão e baniu Morris do esporte” disse a Federação Equestre dos Estados Unidos em um comunicado divulgado na terça-feira. A Equestrian e suas afiliadas farão cumprir essa proibição, que está sujeita a apelação. ”

Detalhes das alegações feitas contra Morris não foram divulgados.

Morris divulgou um comunicado na terça-feira negando as acusações e dizendo que vai entrar com apelação.

“Estou profundamente preocupado com as conclusões do Centro dos Estados Unidos para a SafeSport sobre acusações infundadas de eventos que supostamente ocorreram entre 1968 e 1972”.

Como atleta eqüestre, Morris ganhou a medalha de prata na modalidade salto para os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Verão de 1960, em Roma, e se tornou um renomado treinador do esporte.

Fonte: abcnews

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.