Por Fora
das Pistas

Notícias

Treinos: Aulas são dadas na Ilha São João, em Volta Redonda (Foto: Geraldo Gonçalves)

15 de dezembro de 2017

Escola de Hipismo amplia vagas para 2018

A quarta-feira (13) foi especial para os 21 alunos da Escola de Hipismo de Volta Redonda, que realizaram a última aula do primeiro período do curso. Os participantes, entre oito e 14 anos, foram escolhidos através de critérios técnicos da secretaria municipal de Educação. As aulas serão retomadas em março de 2018 e o objetivo é atender mais alunos, iniciando os treinos com, no mínimo, 48 participantes. O projeto, realizado pela Fundação Beatriz Gama, é realizado na Ilha São João.

A coordenadora da Fundação Beatriz Gama, Cláudia Dornellas, destacou que o objetivo é aumentar as vagas para o próximo ano. “Vamos avaliar os alunos, ver os ganhos e benefícios que tiveram, inclusive no rendimento escolar. Nosso objetivo é aumentar o número de participantes, aprimorando e melhorando o projeto”, disse Cláudia.

Segundo o instrutor da Escola de Hipismo, Cláudio Thommen Jankovitz, as aulas de equitação geram diversos benefícios para as crianças. “Essas aulas causam diversos efeitos positivos, além da concentração, já citada pelo prefeito, o respeito à hierarquia, aos colegas e aos animais. Estamos usando o cavalo para o desenvolvimento das crianças, o que melhorou o rendimento deles nas escolas, já que aqui aprendem a ter mais concentração e atividades de repetição”, comentou o instrutor.

Wandirlei dos Santos Silva é tio-avô do aluno Gabriel, de 10 anos, morador do Aero. Ele entrou no projeto esse ano. “Tem sido muito bom para meu sobrinho, acompanho sempre que posso e ele está desenvolvendo muito bem”, disse. “Achei muito legal participar do projeto, achei no início um pouco difícil montar no cavalo, mas agora já estou ficando bom”, completou Gabriel, aluno do 4º ano da Escola Sergipe, no Aero Clube.

Já Vinícius Ribeiro, de 9 anos, disse que o projeto o ajudou na escola. “Eu era muito agitado, a professora reclamava de mim. Mas agora estou mais calmo. Achei bem legal participar e aprender a andar de cavalo”, disse Vinícius, que estava acompanhado de sua mãe, Fátima de Oliveira. “Eu o acompanho todos os dias aqui e sinto orgulho de ver que ele participando bem das aulas. É verdade que ele melhorou na escola, até a professora comentou”, afirmou a mãe.

 

Fonte: Diário do Vale

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.