Por Fora
das Pistas

Notícias

Foto: divulgação

16 de dezembro de 2015

Equoterapia de PG é destaque em curso na Europa

O 1º Curso de Equitação Terapêutica em Portugal realizado no fim do mês de novembro reuniu vários países para discutir o tema e Ponta Grossa foi um dos destaques do encontro.

A Associação Nacional de Equoterapia do Brasil (ANDE-BRASIL) convidou o ponta-grossense Eros Spartalis, representante da instituição na região sul e coordenador Técnico do Centro de Equoterapia dos Campos Gerais, para representar o país e ministrar aulas para profissionais das áreas da saúde, educação e equitação.

Durante que durante o curso, os participantes foram habilitados a trabalhar com Equoterapia. Em Portugal, a formação é denominada de Equitação Terapêutica. Além de alunos portugueses, também participaram inscritos da Alemanha, Suíça, França, Ilhas Madeiras e Ilhas de São Miguel.

Portugal ainda não tem a terapia institucionalizada e as pessoas realizam a Equitação Terapêutica sem normatizar procedimentos. Segundo explica Spartalis, a maioria dos países europeus não trabalha com uma equipe multiprofissional. “No Brasil, o trabalho interdisciplinar é uma das bases da Equoterapia e isso acontece em nosso país desde a fundação da ANDE-BRASIL”, destaca.

Spartalis destacou que ficou evidente a evolução do Brasil na área. “Para minha surpresa, em Portugal eles desconhecem técnicas de segurança e emergência nos atendimentos, no Brasil isso é uma prioridade, este tipo de tratamento é normatizado pela ANDE desde 1990 e reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina [CFM] desde 1997, temos bastante experiência para passar aos novos profissionais, inclusive sobre a parte científica de trabalhos acadêmicos sobre Equoterapia”, enfatizou.

Na Europa existe apenas um programa chamado Hipoterapia ou Equitação Terapêutica, com todo o trabalho realizado apenas por um profissional. Enquanto isso, no Brasil, são quatro programas utilizados no processo do trabalho. A equipe organizadora e os alunos deste 1º Curso de Equitação Terapêutica avaliaram de forma positiva os apontamentos do Brasil, tanto que agendaram um novo curso para maio de 2016, com recursos do governo português.

Spartalis informou que o Chile também procurou a ANDE-BRASIL para desenvolver cursos com padrão brasileiro. “Estudamos e nos aperfeiçoamos constantemente, para sempre estar à frente e poder proporcionar o melhor aos nossos praticantes”, concluiu Spartalis.

Com informações da assessoria e A Rede

  • Compartilhe
  • <