Por Fora
das Pistas

Notícias

Dr. Ênio e Quatrilho Itapuã; foto: reprodução

2 de fevereiro de 2016

Dr. Ênio Monte, um dos pioneiros da Raça BH, e a origem da ABCCH

Dr. Ênio Monte, 86 anos, engenheiro civil é formado pela escola Politécnica da USP em 1951. Em meados de 1970 idealizou uma nova raça de cavalo para salto cruzando garanhões de diversas raças europeias, principalmente originários da Alemanha, com éguas de diversas outras raças. O objetivo era conseguir cavalos que saltassem com qualidade e técnica para as competições de hipismo.

No início foi responsável pela criação da Associação de Criadores do Lusitano no Brasil, porém, dedicado a modalidade salto, avançou para uma nova criação, com estudos das raças. E resolveu fazer uma seleção, trazendo da Alemanha produtos para a cruza com as éguas nacionais que havia no Brasil como mangalarga, andaluz, campolina, etc.

“Inicialmente, nossa criação foi de cavalos da Raça Anglo-Argentinos e PSI. No entanto, verificamos que as melhores linhagens foram selecionadas na Europa. Assim, com auxílio da Comissão Coordenadora da Criação do Cavalo Nacional, por meio de seu secretário, João Nelson Frota Júnior, de mim e de mais um grupo de criadores, foi fundada  a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo de Hipismo, em 9 de julho de 1977.” Declarou Ênio Monte.

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalo de Hipismo (ABCCH),  nasceu da determinação e coragem de um grupo de amantes do hipismo que se uniram em torno de um ideal comum: criar e desenvolver uma raça de cavalos com aptidão para os esportes hípicos.
Com os resultados obtidos nos produtos, definiu-se que as éguas deveriam ser da raça Puro Sangue Inglês. Como Dr. Ênio já criava cães da Raça Fila Brasileiro então decidiu denominar a nova raça de Cavalo Brasileiro de Hipismo (BH).

Na opinião de Dr. Ênio Monte, no Brasil falta uma diretriz de ensino para a base do esporte.Uma mesma orientação e uniformidade. Falta da mão de obra de treinadores, de tratadores em nível dos haras. A razão seria também por culpa da falta de oportunidade de onde aprender. Diferente dos países Europeus que existe uma cultura equestre.

Com mais de 40 anos de dedicação à criação de cavalos, em especial a propagação da raça nacional. Dr. Ênio Monte, é o Presidente Honorário do Conselho Deliberativo da ABCCH desde 2011.

Fonte: ABCCH

  • Compartilhe
  • <