Por Fora
das Pistas

Notícias

Doda Miranda; foto: ;Luis Ruas

12 de outubro de 2015

Doda adquire Cornetto K visando o Rio 2016

A importância de um cavalo em uma prova de hipismo é parecida com a de um carro na Fórmula 1 nas tradicionais corridas. É muito complicado conseguir um bom resultado nos esportes equestres se não tiver uma montaria de alto nível, assim como é quase impossível vencer uma corrida da maior categoria do automobilismo mundial pilotando uma equipe do fim do pelotão. Sabendo disso, o experiente Álvaro Afonso de Miranda Neto, atleta da seleção brasileira há 20 anos, e medalhista olímpico em Atlanta-1996 e Sydney-2000, adquiriu, na última segunda-feira, uma nova montaria, o Cornetto K. O brasileiro acredita que este pode ser o melhor cavalo de sua carreira:

– A expectativa é que seja o melhor cavalo da minha vida, mas precisa ver se tudo está de acordo com o que eu imagino. É um cavalo que pode contribuir para um ouro por equipes do Brasil nas Olimpíadas. Pensando em uma medalha individual, o Cornetto K é uma montaria que dá para pensar no pódio. Se for o que eu estou imaginando, é um cavalo candidato a uma medalha individual – disse Doda.

Doda representou o Brasil nas últimas cinco Olimpíadas e deve ser um dos indicados pela Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) para competir no Rio de Janeiro. O cavaleiro não só acredita em uma medalha da equipe brasileira, como fala em título para o quarteto brasileiro:

– Sem dúvida, queremos uma medalha de ouro. Eu considero o Brasil um dos seis ou sete favoritos. Mas tudo tem que dar certo. As vezes um favorito bobeia um pouco e cai para sexto. A gente tem que estar iluminado no dia. Temos que contar com o apoio da torcida, é uma força para ajudar, e não para aumentar a pressão- disse.

Na história olímpica, o Brasil tem três medalhas. Dois bronzes por equipes, com a presença de Doda, em 1996 e 2000, e o ouro individual de Rodrigo Pessoa nos Jogos de Atenas 2004. Para Rio 2016, a expectativa é que a seleção brigue pelo pódio por equipes, já que ficou com a prata na Copa das Nações em 2013 e foi quinto colocado no Mundial de 2014.

Fonte: Guilherme Costa- São Paulo

  • Compartilhe
  • <