Por Fora
das Pistas

Notícias

9 de outubro de 2015

Disputa de hipismo olímpico no Brasil entra em risco depois de polêmica

Uma polêmica entre o Ministério da Agricultura e a Confederação Brasileira de Hipismo está colocando em risco a disputa da modalidade no Rio de Janeiro durante as olímpiadas do ano que vem.

O impasse surgiu porque o Ministério da Agricultura ainda não apresentou os certificados necessários para que o Brasil receba o hipismo olímpico.

“Existe todo um protocolo que parte desde a quarentena do cavalo fora do Brasil, como fazer, aonde fazer no local de origem. Entrada no Brasil, como entrar, de onde ir, como ir, quanto tempo ficar no Brasil”, diz Luiz Roberto Giugni, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo.

Esses protocolos são as garantias sanitárias de que cavalos estrangeiros que não vão trazer doenças para o Brasil e de que eles também não serão contaminados no país. O documento, que deve ser emitido pelo governo brasileiro, precisa ser aceito pela federação internacional e pelos países que vão participar do hipismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

“Não é mais uma especulação, é um risco efetivo de não acontecer no Brasil. Nós não temos outro local no Brasil para receber o evento no Brasil”, pontua Luiz Roberto Giugni.

“Isso é inadmissível, mas eu acredito que vai ser resolvido”, acredita Doda Miranda, vencedor de dois bronzes olímpicos.

Na quarta-feira (7), o Ministério da Agricultura afirmou que o prazo para enviar os certificados é de até 120 dias antes do evento e que a chance do hipismo não ser sediado no Brasil é nula.

Já o presidente da federação internacional da modalidade disse que espera velocidade do governo para que a federação faça o planejamento correto. O comitê organizador Rio 2016 está acompanhando as conversas entre o ministério e a federação internacional e acredita que tudo terminará bem.

Esse problema com as condições sanitárias já aconteceu uma vez na história dos jogos. Em 1956, Melbourne, na Austrália, foi a sede das Olimpíadas, mas as competições do hipismo tiveram que ser realizadas em Estocolmo, na Suécia.

Veja a matéria em vídeo.

Fonte: g1.globo/Guilherme Pereira São Paulo, SP

  • Compartilhe
  • <