Por Fora
das Pistas

Notícias

16 de julho de 2019

Desafio Brasil de Adestramento: reprises atuais serão mantidas até o final de 2019

Em agosto começa o Desafio Brasil de Adestramento em que competidores de diversos Estados executam as mesmas reprises e, ao final, o resultado é comparado definindo a classificação geral e campeão. Após as provas são selecionados alguns vídeos para que o juiz analise com os cavaleiros )aproximadamente 6 reprises dependendo do número de concorrentes).

No dia seguinte tem palestra com o juiz sobre Adestramento e julgamento, ou prova/clínica para os 8 (oito) melhores percentuais do dia anterior. Os oito concorrentes com melhores percentuais da prova do primeiro dia, voltam a apresentar a reprise. Após a apresentação, cada concorrente tem 30 minutos para corrigir exercícios com aconselhamento do juiz. (Veja aqui o regulamento completo.)

“O foco e meta da CBH são desenvolver e fomentar Adestramento especialmente em locais onde ainda não há provas de nível nacional”, destaca Sandra Smith de Oliveira Martins, juiza internacional 4* e diretora de adestramento da CBH. “Sendo assim refleti bastante sobre a necessidade dos atletas com menos experiência treinarem com mais tempo e calma as reprises. Por esse motivo, manteremos as reprises atuais edição 2015 que constam no portal da CBH até o final do ano e, no início de 2020, passaremos a usar as novas versões de 2019.”

No Desafio Brasil sempre serão usadas as reprises de número 2: Elementar 2, Preliminar 2, Média I-2, Média II-2, Forte I-2 e Iniciante II, Pônei: Pônei B, Children: Children Time, Junior: FEI Junior Time, Young Rider: FEI Young Rider Time, Senior: São Jorge, Senior Intermediário: Intermediaria A e Senior Top: Intermediaria II. Cavalos Novos: FEI 4 anos, FEI Preliminar 5 anos, FEI Preliminar 6 anos, FEI Preliminar 7 anos.

“É importante lembrar que nas provas da categoria Pônei o instrutor pode ditar a prova ao lado do cercado, visando facilitar o treinamento e preparação para o Desafio”, pontua Sandra. “Ainda estamos conversando com outros Estado e possivelmente ainda podemos ter etapas no Paraná e Nordeste”, acrescenta a juiza que até o momento está escalada para julgar quatro etapas, exceto no Rio Grande do Sul, onde a juiza internacional 4* Claudia Mesquita está à frente da avaliação dos conjuntos. A CBH arca com as despesas do juiz: passagem / hotel/ diária do juiz designado pela CBH desde que a Federação Estadual peça a prova com antecedência de 90 (noventa) dias.

Agenda

1ª Etapa Desafio Brasil – 17 e 18/8 – DF (local a definir)
2ª Etapa Desafio Brasil – 24 e 25/8 – Clube Hípico de Santo Amaro
3ª Etapa Desafio Brasil – 14 e 15/9 – Sociedade Hípica Portoalegrense
4ª Etapa Desafio Brasil – 28 e 29/9 – Fazenda Boa Vista – MG
5ª Etapa Desafio Brasil – 11 e 12/10 – RJ (a confirmar)

Fonte: CBH

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.