Por Fora
das Pistas

Notícias

Divulgação/Cruzeiro Henrique e o Raposão andaram a cavalo no espaço

27 de abril de 2017

De folga no Cruzeiro, Henrique visita centro que usa cavalos em método terapêutico

A terça-feira do Cruzeiro é de folga, mas o volante Henrique aproveitou a manhã do último dia 25, e visitou, acompanhado do Raposão, mascote celeste, o Centro de Equoterapia do Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes (CERCAT), no bairro Prado, na Região Oeste de Belo Horizonte.  O espaço é utilizado para ajudar no desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência e/ou portadores de necessidades especiais, sejam crianças, adolescentes ou adultos.

Henrique e o Raposão andaram a cavalo no espaço, acompanhados pela major da PM Fátima Rufino, que colocou o desenvolvimento da força muscular e aperfeiçoamento da coordenação motora como benefícios do tratamento com a equoterapia, que consiste no uso dos animais como aliados. “Quando a pessoa está em cima do cavalo, são gerados vários estímulos que fazem com que o cérebro ative partes que estavam inutilizadas. A pessoa passa a ter mais controle do corpo. Muitas já estão comendo sozinhas e até mesmo se locomovendo com a ajuda de andadores”, disse Rufino.

O volante Henrique aprovou o espaço e enxergou a experiência como uma lição de vida. “Saio daqui renovado não só como atleta, mas como ser humano, como pessoa de bem. As vezes a gente reclama por pouca coisa e ao ver a dificuldade enfrentada por muitos é que percebemos que passamos por situações pequenas”, declarou o capitão do Cruzeiro.

O projeto é oferecido gratuitamente por meio de uma parceria da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) com a Associação Feminina de Assistência Social (AFAS) e a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (FHEMIG). Com 22 anos de atuação, o centro já realizou mais de 68 mil atendimentos e atende, atualmente, 120 pacientes.

Fonte: Redação /Superesportes

  • Compartilhe
  • <