Por Fora
das Pistas

Notícias

31 de agosto de 2018

Curiosidade: Equinos, asininos e muares: entenda as diferenças

Equinos, asininos e muares são palavras muito comuns na área de criação animal, principalmente para os amantes de cavalos. Mas ainda é normal que a gente confunda e acabe trocando esses termos e ainda outros como bardotos. Por isso é tão importante entender o que cada um desses termos representa.

A linha de alimentos e suplementos para equinos da Nutriave atende também aos asininos e muares. Vamos então entender quais são as diferenças entre equinos, asininos e muares?

Utilizando termos mais populares, fica bem fácil entender. Enquanto os equinos correspondem ao cavalo (macho) e às éguas (fêmeas), os asininos são os conhecidos como jumentos e jumentas; já os muares dizem respeito aos burros (machos) e mulas (fêmeas), assim como os bardotos machos e fêmeas.

Os muares (burros e mulas) decorrem do cruzamento de um jumento (Equus asinus) com uma égua (Equus caballus); já os bardotos machos e fêmeas decorrem do cruzamento de um cavalo com uma jumenta. Todos os muares são animais híbridos e consequentemente estéreis, ou seja, incapazes de se reproduzir.

Muitas vezes, a confusão entre as espécies também pode se dar devido à diversidade de variações de nome existentes para o mesmo animal. O jumento, por exemplo, também é conhecido como jegue ou asno; a mula também pode ser conhecida como besta.

No que diz respeito aos aspectos físicos, os cavalos possuem pescoço mais alongado e uma cabeça mais definida, enquanto os asininos (jumentos) são menores, com pescoço menor e mais grosso, além de pelagem acinzentada, branca ou preta, mais comprida que a de mulas, burros e cavalos. Os burros e mulas têm aparência mais semelhante aos jumentos e os bardotos se assemelham aos cavalos, com orelhas mais compridas (características tanto de asininos quanto muares).

Os asininos e muares são resistentes, dóceis e atuam muito bem como animais de carga ou para tração, sendo muito úteis em campo. Podem ser inclusive treinados também para competições, adquirindo novas utilidades. Ao contrário do senso comum, essas espécies demonstram inteligência por vezes superior aos cavalos, além de serem hábeis e disciplinadas.

fonte: Nutriave

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.