Por Fora
das Pistas

Notícias

25 de dezembro de 2015

Curiosidade – Dez coisas que talvez você não saiba sobre cavalos

Esses animais são responsáveis pela posição do departamento de perfume nas lojas e mudaram a mão de direção na Inglaterra

Pensando na paixão que tantas pessoas têm pelos cavalos (nós incluídos), decidimos montar uma lista com diversas curiosidades sobre o animal. Nossa primeira decisão foi ir atrás de informações e dados que pudessem surpreender até criadores e profissionais que passam a vida ao lado de um bicho desses. Confira se você conhece alguma(s) dela(s) e compartilhe com a gente uma curiosidade que só você conheça.

1) Todo mundo que entra numa loja de departamentos nos Estados Unidos sabe que a divisão que fica na porta é a de perfumes. O hábito teria surgido no Velho Oeste, onde os cavalos faziam suas necessidades sem restrições. Os perfumes ajudavam a melhorar a qualidade do ar no interior da loja

2) Cavalos não conseguem respirar através da boca, eles utilizam apenas as narinas. Também não conseguem vomitar. Em caso de refluxo, as narinas são a via de saída. Ou seja, se o bicho espirrar, saia de perto. Pode não ser um mero resfriado

3) Pode parecer difícil, mas tem gente por aí que tem medo e até pânico de cavalos. Os casos são em quantidade suficiente para que o distúrbio tenha nome: equinofobia. E quem sofre do mal também não vai muito com a cara de mulas, jumentos, pôneis e assemelhados

4) O cavalo mais velho já registrado morreu no dia 27 de novembro de 1822. Tinha 62 anos e seu nome era Old Billy. Passou suas seis décadas de vida na cidade britânica de Manchester

5) Já assistiu ao filme “O Poderoso Chefão”? Lembra a cena em que um magnata do cinema acorda com uma cabeça de cavalo na cama? Pois bem, a cabeça era de verdade e foi doada por uma fábrica de ração para cães de Nova Jersey, nos Estados Unidos. A encomenda foi feita pelo diretor de fotografia Gordon Willis e entregue numa caixa com gelo seco

6) Cavalos têm uma memória notável, especialmente de lugares onde eles sofreram sustos terríveis. Mas eles também têm uma memória mais, digamos, afetiva. Podem se lembrar das pessoas que os trataram bem mesmo após um afastamento por longo período de tempo. Isso apesar de o cérebro de um equino adulto ter cerca de metade do peso do de um humano

7) Os cavalos são corresponsáveis pelo fato de os britânicos dirigirem do lado “errado” da rua. Em 1773, o governo de sua majestade lançou o Ato Geral de Rodovias. O documento estimulava carroças e cavaleiros a se deslocar pelo lado esquerdo da via. O objetivo era proteger pedestres contra chicotadas ou ferimentos provocados pelas espadas que os destros – cerca de 90% da humanidade – carregavam. Em 1835, o ato virou lei

8) Os dentes dos cavalos nunca param de crescer. Para que não cheguem a tamanhos inacreditáveis, o animal desgasta seus dentes durante a mastigação. Se por qualquer problema os dentes não se regenerarem, em pouco tempo o cavalo fica apenas com as gengivas à mostra

9) O amor do povo da Mongólia pelos cavalos explica parte do sucesso que o imperador Gengis Khan teve como conquistador no século 12. Os mongóis foram os primeiros a domesticar cavalos selvagens. Hoje, há mais cavalos que pessoas no país

10) Apesar de terem a sua imagem associada a estilos musicais menos nobres, os cavalos têm gosto musical refinado. Por conta disso, podem ser acalmados se submetidos a uma audição de música clássica

Fonte: Canal Rural/Maiara Ribeiro

  • Compartilhe
  • <