Por Fora
das Pistas

Notícias

15 de novembro de 2018

Congresso Internacional de Turismo Equestre reuniu 200 congressistas

Teve lugar no passado no último mês de Outubro o Congresso Internacional de Turismo Equestre, promovido pela ANTE – Associação Nacional de Turismo Equestre com o apoio do Programa *** do Compete 2020.

Incluído no projeto PETUR, co-financiado pelo Compete 2020, este visa a internacionalização do Turismo Equestre em mercados e setores de extrema importância. Entre os presentes, estiveram agências de viagens de vários mercados, desde o Canadá à China, passando por outros tão variados como o Brasil, Inglaterra, Alemanha, Espanha, Suíça, Bélgica, entre outros.

O Congresso foi dividido em três painéis ao longo do dia, sendo os trabalhos abertos pelo Dr. José Veiga Maltez, presidente da ANTE, seguiu-se a representação do Turismo de Portugal que focou a importância do Turismo Equestre como produto a ser desenvolvido, bem como os apoios do estado para este setor. Completaram este painel, o Dr. Pedro Neto da MONERIS que fez uma caracterização, análise e diagnóstico da situação do Turismo Equestre nacional e comparativo a outros países de referência e ainda a mercados âncora.

Foram apresentados três trabalhos fundamentais e entregues aos presentes: Caracterização e Diagnostico do Turismo Equestre, Plano de Benchmarketing e Plano de Marketing. A finalizar o Dr. João Gomes em representação da NOMAD apresentou a nova plataforma digital da ANTE, para consolidação deste programa operacional e referiu a sua importância estratégica, não só a nível da comunicação, bem como para outras finalidades, como o serviço de booking.

Da parte da tarde, vários palestrantes apresentaram as suas experiências de sucesso neste meio. Num painel intitulado Turismo a Cavalo, estiveram presentes a Dra. Kristin Dolke (Lusitano Trail Riders), José Ribeira (Cavalos na Areia), Arq. Diogo de Lima Mayer (Monte Velho Equo Resort) e o Eng. Filipe Pimenta (N. Pimenta). Cada um mostrou vários tipos de produtos do mesmo setor turístico a cavalo, bem como as suas experiências e vivências. Como denominador comum resultou a capacidade do Turismo Equestre ser rentável e bem-sucedido.

O último painel abordou o Turismo do Cavalo, com apresentações de outros tipos de produtos que não o montar a cavalo concretamente, mas que estão também relacionados com o cavalo. Estiveram presentes neste painel a Dra. Silvana Bessone, Diretora do Museu Nacional dos Coches, João Pedro Rodrigues, Cavaleiro Chefe da Escola Portuguesa de Arte Equestre, o representante da TURIHAB que abordou a ligação deste tipo de Turismo, ao Turismo de Habitação e ao Turismo Rural e ainda Ramon Moreno de los Rios y Diaz que palestrou sobre a importância dos recursos endógenos na sua transformação em produto turístico.

Fonte: Equisport

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.